Fundação Gulbenkian e CUF estabelecem parceria científica e de formação
14/10/2020 16:01:33
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Fundação Gulbenkian e CUF estabelecem parceria científica e de formação

A Dr.ª Isabel Mota, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, e o Dr. Salvador de Mello, presidente da CUF, firmaram um protocolo de colaboração através do qual pretendem promover o intercâmbio de conhecimentos, incentivar a cooperação e a investigação científica, estimular a formação de profissionais de saúde, apoiar iniciativas de elevado potencial e incentivar a publicação científica.

A Fundação Gulbenkian, através do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), promove cultura e valores científicos na sociedade desenvolvendo investigação nas áreas da Imunologia, Fisiologia, Oncologia, Doenças Infeciosas, Epidemiologia, microbioma, genómica e big data. Já a CUF detém conhecimento clínico adequado ao desenvolvimento de projetos de investigação, em diversas áreas. A Fundação Gulbenkian traz assim, para esta parceria, a componente de investigação e a CUF a componente clínica.

De acordo com a Dr.ª Isabel Mota, “esta parceria traduz a aproximação indispensável entre um instituto de investigação científica de excelência e um grupo líder na prestação de cuidados de saúde, aprofundando a relação entre a ciência e a prática hospitalar, o que se revela essencial para o avanço da própria investigação, ligando a ciência fundamental ao bem-estar das pessoas”. A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian realçou ainda que “hoje em dia a ciência e a inovação não se fazem isoladamente. Fazem-se em colaboração constante e por isso acredito que esta nossa parceria nos levará a fazer mais e melhor, a ligar a ciência à sociedade e a contribuir para melhores políticas e melhores práticas de saúde”.

Por seu lado, o Dr. Salvador de Mello destaca a importância desta parceria “para o progresso da investigação clínica e para a formação de profissionais de saúde em Portugal”, acrescentando que “a melhoria contínua dos cuidados de saúde depende de uma articulação crescente entre todas as entidades do ecossistema da ciência e da investigação. Só assim é possível partilhar e dinamizar o conhecimento científico e promover as melhores práticas na saúde”. O presidente da CUF salienta ainda que esta parceria é “uma aposta na investigação que se coloca verdadeiramente ao serviço da saúde dos portugueses”.

Esta cooperação entre a Fundação Gulbenkian e a CUF vai ainda implicar a criação de parcerias específicas para a promoção de projetos de estudo de investigação científica e clínica, apoio a iniciativas de elevado potencial – com particular ênfase nas dimensões tecnológica e de saúde digital –, identificação e proteção de inovações tecnológicas e de conhecimento científico, formação de profissionais, estágios, publicação de trabalhos científicos, permuta de informação ou serviços especializados complementares.

A título de exemplo, as duas instituições vão colaborar no âmbito das atividades do projeto COVID-19 da Fundação Calouste Gulbenkian – Instituto Gulbenkian de Ciência. Esta parceria específica permitirá desenvolver atividades de investigação, inovação e novas ferramentas de diagnóstico para responder às necessidades da população e dos serviços de saúde no contexto pandémico, bem como gerar mais conhecimento sobre o comportamento do vírus e da doença, garantindo a produção de informação para a definição de estratégias futuras.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019