ENSP lidera investigação sobre o Modelo de Prestação de Cuidados de Saúde à pessoa que vive com VIH em Portugal
17/08/2020 11:46:42
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
ENSP lidera investigação sobre o Modelo de Prestação de Cuidados de Saúde à pessoa que vive com VIH em Portugal

Que estratégia de organização de cuidados pode responder aos desafios atuais da pessoa que vive com vírus da imunodeficiência humana (VIH) em Portugal? E como é que o modelo de financiamento pode acompanhar essa resposta? Estas são algumas das perguntas que a Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade NOVA de Lisboa (ENSP-NOVA) em parceria com um grupo alargado de especialistas se propõe analisar.

 

O projeto de investigação promovido pela ENSP-NOVA propõe-se discutir o futuro dos cuidados de saúde no domínio do VIH assente em três elementos: base de evidência empírica clínica e económica; discussão multidisciplinar entre especialistas em torno dos desafios e do futuro da prestação de cuidados no domínio do VIH e, debate sobre que tipo ou tipos de modelo de financiamento permitem maximizar os ganhos em saúde no contexto do envelope financeiro disponível.

A par da integração de cuidados, um dos principais desafios, tanto para a pessoa que vive com VIH, como para as equipas de saúde, é o da morbilidade múltipla que deve ser gerida com o objetivo de proporcionar a melhor qualidade de vida possível à pessoa que vive com VIH, o que parece não estar ainda a ser atingido.

Passados 10 anos sobre a introdução do modelo de financiamento denominado de preço compreensivo, os investigadores reconhecem a pertinência de refletir sobre os principais desafios em torno do atual modelo.

“Todos os bons modelos deixam de o ser um dia. É uma evolução natural e desejável. Pretendemos agora saber se nos encontramos num desses momentos de mudança e, se assim for, por que caminhos deveremos seguir”, explica a Prof.ª Doutora Ana Escoval, coordenadora do projeto de investigação da ENSP-NOVA.

“O objetivo é promover uma discussão sustentada sobre o modelo de organização dos cuidados e da prática das equipas de saúde, orientada pela evidência disponível e por princípios de qualidade e equidade”, acrescenta.

A ENSP-NOVA desenvolve desde 2011 investigação nesta área, através de vários projetos que têm permitido promover a discussão e aumentar o conhecimento em torno da organização e financiamento dos cuidados prestados à pessoa que vive com VIH.

O projeto em desenvolvimento, que conta com o apoio da Gilead Sciences, propõe-se apresentar resultados no final de 2020.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019