Startup de saúde portuguesa conquista mercado europeu
17/06/2020 12:31:10
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Startup de saúde portuguesa conquista mercado europeu

Passado um ano da sua primeira ronda de investimento, a UpHill, startup portuguesa que desenvolve ferramentas para os profissionais de saúde melhorarem as suas competências clínicas, deu os primeiros passos no mercado internacional, tendo já fechado contratos na Grécia, Noruega, Países Baixos e Noruega.

 

Tendo cerca de 100 mil utilizadores únicos em Portugal, presença nos principais grupos hospitalares privados, como é o caso da Luz Saúde, José de Mello e Lusíadas, e várias farmacêuticas na carteira de clientes, a empresa mostra agora apoio a multinacionais na investigação e formação em doenças raras ou doenças com alta taxa de prevalência como, por exemplo, a insuficiência cardíaca, em hospitais dos quatro países europeus.

Neste momento com projetos em países como Grécia, Noruega, Países Baixos e Suécia, as exportações representam 25% das receitas da entidade, que não só alargou a oferta de produtos que disponibiliza para facilitar a atualização dos profissionais de saúde, como também aumentou a carteira de clientes e quintuplicou as receitas, comparativamente a 2018, adianta o Dr. Eduardo Freire Rodrigues, cofundador e CEO da UpHill.

“Além de consolidar a presença no mercado português, escalar o negócio para outras geografias era algo que ambicionávamos e, agora que estão fechados os primeiros contratos internacionais, estamos focados em dar continuidade a este trabalho de expansão em países como a Alemanha, Espanha, França ou o Reino Unido, que são aqueles em que existem mais profissionais de saúde e maior número de doenças em termos absolutos”, complementa o responsável.

Fundada em 2015, a UpHill tem como missão melhorar a qualidade dos cuidados de saúde prestados, disponibilizando um conjunto de ferramentas que permitem a médicos e outros profissionais de saúde estarem a par da evidência científica mais recente, através da seleção e sumarização dos principais artigos científicos e do treino da abordagem diagnóstica e terapêutica de várias doenças, mediante a criação de protocolos de atuação e casos clínicos de simulação virtual.

O conjunto de produtos desenhados pela startup portuguesa permite às unidades de saúde melhorar a gestão da qualidade das suas equipas, ao mesmo tempo que, através da formação contínua, ajuda os médicos a tomar decisões mais eficazes, com vista a obter melhores resultados e maior segurança para o doente.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019