No mês do coração, a Fundação Portuguesa de Cardiologia promove campanha de afetos virtuais
21/05/2020 16:46:43
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
No mês do coração, a Fundação Portuguesa de Cardiologia promove campanha de afetos virtuais

No mês dedicado à sensibilização para as doenças do coração, a Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) promove uma campanha que pretende consciencializar para a importância do distanciamento social e incentivar as pessoas a demonstrarem afetos através dos meios digitais.

 

Na imagem da campanha pode ver-se um telemóvel à frente da boca das pessoas, como se de uma máscara se tratasse, lembrando o quão importante é a adoção de comportamentos de segurança. A entidade quer ainda passar uma mensagem de incentivo para que as pessoas não se isolem no que se refere às suas saudades e demonstrem os seus afetos “digitalmente”, protegendo o coração da COVID-19.

“Esta campanha pretende passar uma mensagem a todos os doentes cardiovasculares, que fazem parte do grupo de risco, mas também a toda a população no geral. Todas as pessoas devem seguir escrupulosamente as orientações das autoridades de saúde, nomeadamente o distanciamento social, mas acreditamos que os afetos são muito importantes nesta fase. Quem tem problemas cardiovasculares não deve facilitar, mas pode e deve reforçar a proximidade digital para matar saudades das pessoas que mais gosta”, sublinha o Prof. Doutor Manuel Carrageta, presidente da FPC.

O Dr. Luís Negrão, assessor médico do organismo, relembra ainda que os doentes não devem descurar as medidas de segurança: “Devem utilizar a máscara, respeitar o confinamento e o distanciamento social, mas também nada impede a manifestação de afetos, ternura e carinho através de um computador, tablet ou telemóvel. Os afetos também são amigos do coração”, conclui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019