Pandemia pode levar ao cancelamento de 28 milhões de cirurgias a nível global
15/05/2020 15:01:46
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Pandemia pode levar ao cancelamento de 28 milhões de cirurgias a nível global

Mais de 28 milhões de cirurgias programadas podem vir a ser canceladas mundialmente devido à pandemia por COVID-19, levando os doentes a encarar uma longa espera para que os seus problemas de saúde fiquem resolvidos, revela um novo estudo.

 

Com base num período de disrupção hospitalar de 12 semanas devido à COVID-19, o CovidSurg Collaborative projetou que 28.4 milhões de cirurgias programadas para 2020 em todo o mundo serão canceladas ou adiadas.

O estudo, publicado no British Journal of Surgery, indicou ainda que a cada semana de suspensão de serviços hospitalares serão cancelados mais 2.4 milhões de procedimentos cirurgicos.

Liderado por investigadores da Universidade de Birmingham, o estudo recolheu informação detalhada por parte de cirurgiões em 359 hospitais e 71 países que planeavam cancelar cirurgias programadas. Estes dados foram depois adaptados estatisticamente para estimar o total de procedimentos cancelados em 190 países.

Os investigadores apontam para o cancelamento de 72,3% das cirurgias programadas durante o pico da COVID-19 a nível mundial. A maioria destas não estará relacionada com condições oncológicas, ao passo que procedimentos ortopédicos serão os mais cancelados com 6,3% de cancelamentos num período de 12 semanas. Ainda assim, cerca de 2,3 milhões de cirurgias oncológicas deverão ser canceladas ou adiadas globalmente.

Leia a notícia completa na página da News Farma dedicada em exclusivo à COVID-19, aqui.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019