COVID-19 e VIH: ViiV Healthcare cria fundo global de investigação para colmatar lacunas na prevenção e tratamento
04/05/2020 16:49:29
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
COVID-19 e VIH: ViiV Healthcare cria fundo global de investigação para colmatar lacunas na prevenção e tratamento

A ViiV Healthcare, empresa especializada na infeção por VIH, anunciou a criação do Fundo Global de Resposta a Emergência VIH e COVID-19, que visa a disponibilização de recursos financeiros para projetos de investigação que tenham como objeto de estudo o impacto médico e científico que a doença do SARS-CoV-2 está a ter nas pessoas que vivem com VIH. O fundo de três milhões de libras abrange ainda donativos comunitários para combater os desafios criados pela pandemia entre esta comunidade.

 

Segundo a Dr.ª Deborah Waterhouse, CEO da ViiV Healthcare, a missão da entidade passa por “não deixar nenhuma pessoa que vive com VIH para trás e, neste período sem precedentes, é mais importante do que nunca que utilizemos os nossos recursos e competências para fazer precisamente isso”.

A responsável adianta que o fundo permitirá “apoiar investigação sobre o impacto da COVID-19 nas pessoas que vivem com VIH, que é urgentemente necessária”, bem como prestar auxílio a “organizações comunitárias locais focadas na resposta à pandemia e naqueles que foram impactados pela COVID-19, de modo a permitir-lhes continuar o importante trabalho que estão a fazer para apoiar a comunidade VIH”.

De acordo com o organismo, o Fundo Global de Resposta a Emergência VIH e COVID-19 será dividido equitativamente entre dois programas – o Fundo de Investigação de Resposta a Emergência e o Fundo Comunitário de Resposta a Emergência. Os donativos serão entregues através de um processo de pedido de proposta, que estará a decorrer até aos dias 18 e 15 de maio, respetivamente.

Os fundos disponibilizarão até 1,5 milhões de libras para apoiar investigação científica sobre o impacto da COVID-19 nas pessoas que vivem com VIH, assim como para apoiar atividades comunitárias que permitam abordar os desafios específicos que estes doentes enfrentam durante a pandemia, acrescenta.

“Uma vez que a COVID-19 é causada por um novo vírus, não temos dados científicos para responder a algumas das questões importantes que estão a ser levantadas pelas pessoas que vivem com VIH e pelos seus médicos. Será que a infeção por VIH aumenta o risco de ter COVID-19? Será que as pessoas que vivem com VIH correm maior risco de desenvolver uma infeção grave? Estará a pandemia a impossibilitar que as pessoas que vivem com VIH compareçam às consultas e recebam o tratamento e cuidados de saúde que necessitam? A comunidade VIH, na sua maioria, pediu-nos ajuda para iniciar o estudo destas questões e o Fundo Global de Resposta a Emergência VIH e COVID-19 foi criado para apoiar os seus esforços”, conclui a Dr.ª Harmony Garges, chief medical officer da ViiV Healthcare.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019