Bial cria fundo para iniciativas de combate ao covid-19
31/03/2020 16:16:02
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Bial cria fundo para iniciativas de combate ao covid-19

A farmacêutica Bial acaba de anunciar a criação de um fundo para apoiar diversas iniciativas, no âmbito do combate à pandemia de covid-19. Com uma dotação de meio milhão de euros, o fundo procura dar resposta às necessidades de profissionais e instituições de saúde, de projetos de solidariedade social e de programas que visam uma melhor prestação de cuidados de saúde.

 

“Infelizmente, estamos a viver uma crise de Saúde Pública à escala mundial, em que a colaboração entre todos os agentes sociais - Estados, governos, universidades, empresas e sociedade em geral - é crucial. Com esta ação queremos dar resposta a distintas necessidades, algumas das quais já nos chegaram, de profissionais e instituições de Saúde, de solidariedade social ou no âmbito de programas e projetos que visam uma melhor prestação de cuidados”, explica o Dr. António Portela, CEO da empresa.

Segundo a entidade, garantir o fornecimento de medicamentos nos mercados onde opera é crítico, sendo que, de momento, não são antecipados constrangimentos ao nível do abastecimento. Com a maioria dos colaboradores em regime de teletrabalho, a Bial releva que continuam a trabalhar as pessoas das áreas industrial, qualidade e logística na sede da empresa, que alargou o período de produção para reforçar os stocks de medicamentos.

Tendo como prioridades a saúde e a segurança dos seus colaboradores e a continuidade das operações da empresa, a Bial revela ter definido e vindo a atualizar, desde o início de março, um Plano de Contingência focado na prevenção e contenção da propagação do novo coronavírus. Entre as medidas adotadas, a farmacêutica afirma ter suspendido todas as interações diretas dos seus colaboradores com farmácias, médicos e restantes profissionais de saúde.

Além disso, foram canceladas todas as visitas à sede da empresa, excetuando-se o fornecimento de produtos e materiais indispensáveis à manutenção da atividade, bem como a expedição de medicamentos. Paralelamente, foi reforçado um conjunto de medidas para garantir a segurança dos colaboradores que permanecem a trabalhar, nomeadamente ao nível da higienização e distanciamento social, acrescenta.

De modo a garantir que os seus medicamentos continuam a chegar a todos os doentes que deles necessitam, a Bial assegura estar a acompanhar de perto as diretrizes das autoridades para agir em conformidade e atualizar, caso necessário, o Plano de Contingência que tem em vigor.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019