Oeiras junta-se ao projeto Fast-Track Cities para erradicar VIH e hepatites víricas
10/03/2020 16:23:10
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Oeiras junta-se ao projeto Fast-Track Cities para erradicar VIH e hepatites víricas

Na próxima quinta-feira, dia 12 de março, será celebrado o protocolo de colaboração do consórcio Fast-Track Cities Oeiras – “Cidades na Via Rápida para acabar com a epidemia VIH e Hepatites Víricas”, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. O objetivo é criar condições para definir estratégias adequadas para erradicar o vírus de imunodeficiência humana (VIH) e as hepatites víricas em Oeiras.

 

Ao assinar o documento, Oeiras assume a liderança de ações a serem implementadas no concelho para desenvolver respostas à infeção pelo VIH e atingir, até 2030, as metas 95-95-95. São estas que 95% das pessoas que vivem com VIH tenham conhecimento do seu diagnóstico, que dessas pessoas diagnosticadas, 95% estejam em tratamento antiretrovírico e, por último, que das pessoas em tratamento, 95% apresentem carga vírica suprimida.

A estratégia local, a ser implementada na próxima década, terá como principais objetivos aumentar a dimensão de indivíduos que conhecem o seu estatuto serológico, assegurando a referenciação dos casos reativos. O plano estabelecido inclui ainda a redução de novas infeções mediante a intensificação dos esforços no âmbito da prevenção primária e a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem com VIH, hepatites virais, e de populações vulneráveis. O município pretende também reduzir o estigma e a discriminação das pessoas que vivem com estas infeções, bem como produzir e contribuir para o conhecimento científico na área do VIH e hepatites virais.

O projeto Fast-Track Cities – “Cidades na Via Rápida para acabar com o VIH/SIDA” foi lançado pela Declaração de Paris de 2014 e é constituído por uma rede de parceria entre cidades a nível mundial, e quatro entidades principais, nomeadamente a Associação Internacional de Prestadores de Cuidados no âmbito da SIDA (IAPAC), o Programa Conjunto das Nações Unidas para o VIH/SIDA (ONUSIDA), o Programa especifico das Nações Unidas para a Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável (UN-HABITAT) e a cidade de Paris, entre outros parceiros locais, nacionais e internacionais.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019