Sanofi colabora com Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA em vacina para o covid-19
Sanofi colabora com Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA em vacina para o covid-19

A Sanofi Pasteur, unidade de vacinas da companhia biofarmacêutica Sanofi, vai apoiar-se no conhecimento existente para o desenvolvimento de uma vacina contra a síndrome respiratória aguda grave (SARS), de modo a acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus, designado covid-19. A empresa colaborará com a BARDA, parte do Gabinete de Resposta do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

 

O vírus covid-19 pertence a uma família de coronavírus que pode causar doenças respiratórias, como a pneumonia. No final de 2002, surgiu o coronavírus SARS, que, em 2004, praticamente desapareceu. O objetivo da biofarmacêutica é obter uma vacina pré-clínica para a SARS, que poderá proteger contra o covid-19.

“O mais recente coronavírus vai exigir um esforço colaborativo, por isso estamos a trabalhar com a BARDA, para avançar rapidamente com um potencial candidato à vacina”, esclarece o Dr. David Loew, global head da divisão de vacinas da Sanofi.

O responsável acrescenta: “Ao partilharmos o nosso conhecimento, acreditamos que a colaboração com a BARDA pode fornecer resultados mais significativos para proteger a população deste recente surto”.

Nesse sentido, a Sanofi irá utilizar a sua plataforma de ADN recombinante, que produz uma correspondência genética exata com as proteínas encontradas na superfície do vírus. A sequência de ADN que codifica esse antigénio será combinada com o ADN da plataforma de expressão do baculovírus, a base do produto recombinante para o vírus influenza licenciado pela Sanofi, e usada para produzir rapidamente grandes quantidades do antigénio do coronavírus, que serão formuladas para estimular o sistema imunológico e proteger contra o vírus.

“As ameaças à saúde que surgem a nível global, como o novo coronavírus de 2019, exigem uma resposta rápida”, refere o Prof. Doutor Rick A. Bright, diretor da BARDA.

“Ao expandir a nossa parceria com a Sanofi Pasteur e aproveitando a vantagem da utilização de uma plataforma de vacina recombinante licenciada, esperamos acelerar o desenvolvimento de uma vacina para proteção contra o novo vírus”, conclui.

Em estudos não clínicos, a vacina desenvolvida contra a SARS era imunogénica e oferecia proteção parcial, conforme avaliado em modelos animais. O trabalho desenvolvido pela Protein Sciences, adquirida pela Sanofi em 2017, fornece um avanço na procura de uma vacina para o covid-19. Uma vez que existe uma vacina licenciada com base nessa plataforma, será possível uma investigação e produção de materiais rápidas para uso em testes clínicos. A plataforma da Sanofi tem também potencial para produzir grandes quantidades da vacina desenvolvida.

Em dezembro de 2019, a Sanofi assinou um acordo com a BARDA para a criação de instalações de ponta nos Estados Unidos da América para a produção sustentável de uma vacina recombinante adjuvada para uso no caso de uma pandemia de gripe, com base na mesma plataforma tecnológica que será utilizada para o programa covid-19.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019