AstraZeneca Portugal planta árvores para compensar emissões de CO2 da sua frota automóvel
08/01/2020 16:27:57
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
AstraZeneca Portugal planta árvores para compensar emissões de CO2 da sua frota automóvel

A AstraZeneca Portugal é a primeira da marca a atingir neutralidade carbónica, mediante a plantação de cinco mil árvores no próximo dia 11 de janeiro, em Lagos. O número escolhido, que conta com mais de 20 espécies, é o equivalente ao necessário para compensar as emissões de CO2 da sua frota automóvel. O exemplo português vai ser anunciado pelo CEO da empresa, o Dr. Pascal Soriot, no Fórum Económico Mundial, na Suíça, de 21 a 24 de janeiro.

 

A iniciativa é a última de uma série de medidas implementadas pela farmacêutica, entre as quais a abolição do uso de garrafas e copos de plástico, a redução do consumo de papel, a reciclagem e tratamento de resíduos, a mudança para a tecnologia LED na iluminação, e o consumo de energia proveniente de fontes renováveis.

A frota automóvel da empresa é também composta por 180 veículos híbridos, híbridos plug-in, ou com baixas emissões de CO2, sendo que, até 2023, o objetivo passa por ter a totalidade da frota composta por viaturas elétricas ou híbridas plug in.

Para a Dr.ª Matilde Coruche, diretora de recursos humanos da AstraZeneca Portugal, a sustentabilidade é um fator global na empresa, que levou à implementação de medidas para o alcance da neutralidade carbónica: “devemos apostar cada vez mais neste tipo de ações, que aliam o desenvolvimento do espírito de equipa ao voluntariado e à proteção ambiental. Aliás, só com o envolvimento de todos foi possível trilhar este caminho e chegar a esta distinção”, conclui.

 

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019