Portugueses consumiram mais de 10 milhões de embalagens de ansiolíticos num ano
Portugueses consumiram mais de 10 milhões de embalagens de ansiolíticos num ano

O relatório do Conselho Nacional de Saúde (CNS) sobre a Saúde Mental, intitulado “Sem Mais Tempo a Perder: Saúde Mental em Portugal – Um Desafio para a Próxima Década”. divulgado hoje, dia 16 de dezembro de 2019, revela um aumento global no que toca ao consumo de antidepressivos e de medicamentos estimulantes do sistema nervoso.

 

Dos 29 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Portugal é destacado como o quinto país que mais consome antidepressivos, com uma taxa de consumo que é o dobro de países como a Holanda, Itália e Eslováquia.

Ainda assim, o consumo de ansiolíticos em Portugal apresenta-se estável desde 2014, sendo que em 2018 foram compradas 10,5 milhões de embalagens. Quanto aos antidepressivos, o seu consumo regista uma tendência crescente, tendo sido compradas 8,8 milhões de embalagens no ano passado.

Apesar de Portugal se encontrar no topo da tabela dos países da OCDE que mais consomem antidepressivos, registou-se um aumento generalizado nos restantes países da OCDE, tendo o seu consumo duplicado entre 2000 e 2017. Este facto pode dever-se ao melhor diagnóstico da depressão, melhor acesso aos medicamentos, ou um reflexo da evolução dos tratamentos e orientações clínicas para a depressão.

O estudo considera “particularmente preocupantes” os dados do consumo de benzodiazepinas, medicamentos usados para a ansiedade que podem causar dependência se usados de forma continuada.

“As benzodiazepinas e análogos são apenas indicados para o controlo de curto prazo da ansiedade e insónia, podendo ter efeitos deletérios se mantidos de forma crónica”, refere o relatório.

Em 2016, 1,9 milhões de pessoas tiveram pelo menos uma prescrição de benzodiazepinas.

Os resultados do estudo serão apresentados hoje, dia 16 de dezembro, no 3.º Fórum do CNS. O evento terá lugar no Auditório António de Almeida Santos, na Assembleia da República.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019