Infarmed revela aumento da despesa com medicamentos em 2018
03/12/2019 17:05:21
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Infarmed revela aumento da despesa com medicamentos em 2018

A propósito da publicação edição de 2018 do relatório “Estatística do medicamento e produtos de saúde”, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) revelou que se deu um aumento da despesa em medicamentos oncológicos, contribuindo com mais de 50% do valor total, devido à inovação terapêutica. Também se verificou um aumento da despesa na área das doenças neurodegenerativas, nomeadamente a esclerose múltipla, e na Hematologia.

 

Foram introduzidos mais de 150 novos medicamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) entre 2016 e 2018, traduzindo-se num importante desenvolvimento clínico para o sistema de saúde português. Já em 2019, foram introduzidos até ao momento 65 novos fármacos.

No que toca a despesa de medicamentos em ambulatório, o aumento da despesa foi proporcional à utilização dos medicamentos em geral, bem como dos medicamentos inovadores, sendo derivado na sua maioria de tratamentos para a diabetes, doenças cardiovasculares e doenças respiratórias. O documento destaca ainda a introdução de genéricos na área do VIH/SIDA, o que permitiu uma poupança de 16 mil euros, bem como de medicamentos biossimilares para o tratamento de doenças autoimunes.

O Infarmed declara que, de 2017 para 2018, a despesa do SNS com fármacos foi de 109 milhões de euros, estando em linha com os valores anteriormente divulgados.

Pode consultar o relatório na íntegra aqui.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019