Novo medicamento de tratamento ao VIH tipo 1 ajuda a impedir a reprodução de células infetadas
28/10/2019 16:40:07
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Novo medicamento de tratamento ao VIH tipo 1 ajuda a impedir a reprodução de células infetadas

A Direção-Geral de Saúde (DGS) anunciou, este ano, que Portugal já tinha atingido as três metas estabelecidas pelo programa das Nações Unidades para o combate ao VIH/Sida, para 2020, conhecido como 90/90/90. Ou seja, o cenário que se verifica no nosso país é que mais de 90% dos infetados estão diagnosticados, 90% em tratamento antirretroviral e 90% em tratamento com carga viral indetetável. Para 2030, o objetivo é chegar aos 95%.

Para reforçar as alternativas terapêuticas disponíveis em Portugal para doentes com vírus de imunodeficiência humana tipo 1 (VIH 1), a Zentiva passou a disponibilizar a substância Atazanavir, um inibidor de protéase que ajuda a potenciar melhores resultados em terapias combinadas.

O Atazanavir Zentiva é um medicamento genérico, coadministrado com uma dose baixa da substância ritonavir, em associação com outros fármacos antirretrovirais, indicado para o tratamento de doentes adultos e doentes pediátricos (com idade igual ou superior aos 6 anos), infetados pelo VIH tipo 1.

Os inibidores da protéase surgiram como um avanço no tratamento de doentes portadores do VIH porque são medicamentos que atuam na enzima protéase, bloqueando a sua ação e impedindo a reprodução de novas células infetadas com VIH.

O Atazanavir Zentiva apresenta-se sob a forma de sulfato, em cápsulas de 150, 200 e 300g. Esta terapêutica deve ser iniciada por um médico com experiência no tratamento de infeção pelo VIH. A escolha de Atazanavir no tratamento de doentes adultos e pediátricos previamente tratados deve ser baseada nos testes de resistência viral individual e na história do tratamento do doente.

Nos adultos, a dose recomendada de Atazanavir é de 300 mg uma vez por dia com 100 mg de ritonavir uma vez por dia e com alimentos. Nas crianças (a partir dos 6 anos e até idade inferior aos 18), com peso mínimo de 15 kg, a dose de Atazanavir cápsulas deve ser baseada no peso corporal e não deve exceder a dose recomendada para o adulto.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019