Vai avançar o desenvolvimento da Unidade de Cuidados Paliativos no CHL
28/10/2019 16:24:26
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Vai avançar o desenvolvimento da Unidade de Cuidados Paliativos no CHL

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) e a Câmara Municipal de Alcobaça assinaram, no passado dia 24 de outubro, um protocolo de apoio financeiro, que determina que o município de Alcobaça entrega o montante de 75 mil euros ao CHL, destinado à aquisição de mobiliário e equipamento para a nova Unidade de Cuidados Paliativos, que será implementada no Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira (HABLO).

“O investimento da nova Unidade é co-financiado pelos fundos comunitários do Programa Centro 2020, com 85% do valor elegível, e terá o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça para o apetrechamento desta valência”, explicou o Dr. Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL. “Há muito que é uma obra desejada, criada por Lei em 2012, para a constituição de uma rede de cuidados paliativos que cubra todo o país. É muito gratificante conseguirmos finalmente iniciar a construção da Unidade de Cuidados Paliativos, que vai cobrir toda a área de influência do CHL, que abrange cerca de 400 mil habitantes, e não apenas a área geográfica de Alcobaça.”

A empreitada de construção da nova Unidade de Cuidados Paliativos terá início em novembro e prevê-se que esteja a funcionar dentro de seis meses – maio de 2020. A obra incide na reabilitação do espaço onde funcionava o serviço de Cirurgia Geral, inativo atualmente, e terá 12 camas para o internamento de doentes que necessitam de cuidados paliativos.

“O CHL já tem uma Equipa Intra-Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos- e tem em constituição a equipa de cuidados paliativos pediátricos - que funciona no Hospital de Santo André, em Leiria, e com a abertura da nova unidade a resposta profissional será realizada com maior proximidade, com uma equipa de médicos e enfermeiros a trabalhar no HABLO em exclusivo. Prevemos prestar estes cuidados especializados a cerca de 200 doentes por ano”, referiu o Dr. Licínio de Carvalho.

“Esta é uma aposta estratégica partilhada pelo município de Alcobaça, que se iniciou desde logo em 2013, aquando da integração do Hospital de Alcobaça no Centro Hospitalar de Leiria, com a visão e a estratégia para recuperar e reabilitar este hospital», contextualizou Licínio de Carvalho. “Com esta obra, que ultrapassa os 600 mil euros, fechamos um ciclo de reabilitação global do HABLO, onde totalizamos um investimento de mais de dois milhões de euros desde 2013”.

Paulo Inácio, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, corroborou a boa relação que o município tem consolidado com o CHL: “Tem sido feita uma aposta mútua no crescimento das valências que o Hospital de Alcobaça disponibiliza aos utentes, bem como numa melhor resposta hospitalar nesta região. Estamos agora a fazer um esforço para que os equipamentos para a Unidade de Cuidados Paliativos sejam os mais adequados.”

O protocolo agora firmado pretende colmatar a falta de resposta no distrito ao nível dos cuidados paliativos, que atualmente não dispõe de nenhuma cama de internamento para esta prestação de cuidados. A Unidade de Cuidados Paliativos terá como missão proporcionar aos utentes com doença prolongada, incurável e progressiva, com prognóstico de vida limitada, a prestação de cuidados de saúde com máxima qualidade, num ambiente confortável e tranquilo, adaptado às necessidades dos doentes e das suas famílias.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019