Cancro da próstata: acetato de abiraterona incluído na Lista de Medicamentos Essenciais da OMS
09/09/2019 16:50:00
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Cancro da próstata: acetato de abiraterona incluído na Lista de Medicamentos Essenciais da OMS

A Janssen anuncia a recente inclusão do acetato de abiraterona para o tratamento do cancro da próstata metastático resistente à castração (CPmRC), pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na lista atualizada de medicamentos essenciais.

O Dr. Joaquín Casagriego, líder da área Terapêutica de Oncologia da Janssen para a Europa, Médio Oriente e África, comenta: "A inclusão do acetato de abiraterona na Lista de Medicamentos Essenciais da OMS destaca o papel fundamental que este tratamento pode desempenhar na melhoria da vida dos doentes que vivem com o CPmRC e das suas famílias".

“Estamos orgulhosos por estarmos a trabalhar arduamente para impactar a sobrevivência e a qualidade de vida dos doentes, desenvolvendo e fornecendo medicamentos inovadores que são apoiados por evidências científicas da mais elevada qualidade", destacou.

O acetato de abiraterona é um inibidor da biossíntese androgénica, administrado por via oral, que está aprovado a nível europeu para o tratamento de cancro da próstata metastático sensível a hormonas e resistente à castração.

“A adição do acetato de abiraterona à Lista de Medicamentos Essenciais é um marco significativo para a Janssen Oncology, refletindo os esforços incansáveis nos últimos anos para proporcionar opções de tratamento ideais para doentes com CPmRC”, referiu a Dr.ª Biljana Naumovic, vice-presidente da Estratégia Comercial da Oncologia para a Europa, Médio Oriente e África, Cilag GmbH International.

“A inclusão nesta lista da OMS enfatiza ainda mais o facto de o nosso trabalho ainda não ter terminado. É fundamental que os doentes com cancro da próstata tenham acesso a tratamentos nos quais os seus médicos reconheçam um benefício significativo e que continuemos a apoiar a comunidade com cancro da próstata, sendo que o nosso objetivo comum é tornar o cancro uma condição passível de se gerir e, eventualmente, curar”.

 

4D Visions19

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019