HmR confirma que farmácias compram mais medicamentos
16/08/2019 10:57:09
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
HmR confirma que farmácias compram mais medicamentos

As farmácias reforçaram os stocks de medicamentos nos primeiros sete dias de agosto, período correspondente ao pré-aviso de greve dos motoristas de matérias perigosas, iniciada no passado dia 12 de agosto. Os dados da hmR, empresa de estudos de mercado na área da saúde, incidiram sobre o universo de farmácias em Portugal, com uma extrapolação calculada numa base diária e regional a partir do seu painel de 2.443 farmácias, 84% do total nacional.

A hmR registou um aumento das compras das farmácias com medicamentos sujeitos a receita médica (MSRM) em comparação com o mesmo período no ano anterior (2018). A procura de medicamentos é mais expressiva em relação aos medicamentos mais vendidos Top100 no mercado, em valor.

O estudo da hmR foi realizado entre os dias 11 de julho e 7 de agosto e compara com o mesmo período do ano anterior.

De 1 a 7 de agosto registou-se uma subida de 7% na procura de medicamentos por parte das farmácias junto dos distribuidores.

Em termos de distritos destaca-se o aumento das compras das farmácias de Bragança com uma subida de 14% nos primeiros dias de agosto, Santarém com 13% e Porto e Portalegre com 10% também registam um aumento.

O estudo foi realizado com a informação de compras, vendas e stocks recolhida diariamente, a nível transacional, de todos os atos de venda das farmácias pertencentes ao painel.

A hmR – Health Market Research é uma Companhia multinacional de origem portuguesa fundada em 2009, especializada na geração de conhecimento e serviços de consultoria para a indústria da saúde, atualmente com presença em Portugal, Espanha, Irlanda e Alemanha.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019