Amiloidose cardíaca em destaque no Challenges in Cardiology
30/07/2019 17:19:55
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Amiloidose cardíaca em destaque no Challenges in Cardiology

O Prof. Doutor Franz Duca, da Medical University of Vienna, foi um dos palestrantes da nona edição do Challenges in Cardiology, no qual se dedicou ao tema Cardiac amyloidosis: what the clinicians should know. Face aos últimos avanços no tratamento da amiloidose cardíaca, o especialista refere, em entrevista à News Farma, que abordar esta patologia neste tipo de eventos é fundamental para chegar a mais profissionais de saúde e, consequentemente, diagnosticar e tratar mais doentes. Assista ao vídeo.

Segundo o Prof. Doutor Franz Duca, a principal mensagem da sua apresentação prende-se na necessidade de “procurar e diagnosticar os doentes, sobretudo, agora que começam a surgir novos medicamentos” na área da amiloidose cardíaca.

Na perspetiva do especialista, a crescente perceção da doença “é interessante”, não só pela sua prevalência em Portugal, mas também pela mudança no foco apenas nos doentes com amiloidose por mutação no gene da transtirretina (ATTR genética), uma vez que as atenções começam a recair, cada vez mais, nos doentes com ATTR wild-type (deposição de proteína normal) “e que precisam igualmente de tratamento”.

“Penso que é possível alcançar mais médicos através destas pequenas sessões porque nem todos conseguem marcar presença nos grandes congressos e habitualmente, só vão os profissionais de saúde dos centros hospitalares universitários”, refere o Prof. Doutor Franz Duca, acrescentando, no entanto, que “estes doentes são seguidos em todos os tipos de hospitais” e, por isso, é fundamental a partilha de conhecimento e experiência sobre amiloidose cardíaca.

Vídeo


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019