Vacina quadrivalente contra a gripe da Sanofi recebe nova indicação na Europa para mulheres grávidas
16/07/2019 16:10:59
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Vacina quadrivalente contra a gripe da Sanofi recebe nova indicação na Europa para mulheres grávidas

A Sanofi Pasteur, unidade de negócios global de Vacinas da Sanofi, anuncia que a sua vacina quadrivalente contra a gripe (QIV) recebeu uma extensão da sua indicação na Europa para imunização de mulheres grávidas para ajudar a prevenir a gripe dos bebés através da proteção passiva, desde o nascimento até menos seis meses de idade.

“As grávidas são um grupo de risco, para doença aguda grave e potencialmente fatal, quando falamos de gripe: a vacinação neste grupo permite a imunização da grávida, minimizando potenciais complicações da gripe na mulher, e potenciando a proteção passiva do bebé nos primeiros seis meses de vida“, afirma o Prof. Doutor José Manuel Aparício, pediatra e coordenador do atendimento permanente do Hospital Lusíadas do Porto. “A proteção passiva induzida pela vacinação é a melhor forma de proteger os recém-nascidos e lactentes até aos seis meses de vida das complicações da gripe. Esta é uma excelente notícia para todas as famílias, em especial as mães, que se querem proteger da gripe, de modo a terem os seus filhos com uma resposta imunitária mais adequada para a referida doença. É também uma ótima notícia para os profissionais de saúde, enfermeiras, obstetras, médicos de Medicina Geral e familiar e pediatras, que passam a ter uma nova indicação europeia desta vacina tetravalente para as famílias a seu cargo“, conclui.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a vacinação anual para ajudar a prevenir a gripe em populações de risco, incluindo mulheres grávidas, crianças, idosos e profissionais de saúde. Esta é a primeira e única vacina quadrivalente contra a gripe a receber esta indicação específica na Europa. A proteção passiva ocorre quando uma mulher grávida é vacinada durante ou após o 2.º trimestre e a proteção da vacina estende-se ao bebé nos primeiros meses após o nascimento. Esta nova indicação complementa as indicações já existentes desta vacina da Sanofi em qualquer pessoa com mais de 6 meses.

“A OMS defende, há muito tempo, a vacinação de mulheres grávidas. As mulheres grávidas têm cinco vezes mais probabilidades de serem hospitalizadas com gripe do que as mulheres não grávidas. Esta nova indicação reforça a importância da recomendação na gravidez, ao mesmo tempo que inclui a proteção passiva a recém-nascidos através da imunização das mães,” afirma Sylvia Lin, Diretora Geral da Sanofi Pasteur em Portugal.

Além dos riscos que a gripe representa em mulheres grávidas, as crianças com menos de dois anos têm uma probabilidade maior de ser hospitalizadas devido à gripe. A vacinação é reconhecida como a melhor forma de prevenir a gripe e reduzir os riscos de complicações graves. A nova indicação reforça a importância adicional da vacinação para proteger estes grupos de risco mais vulneráveis.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019