Dr. Pedro Marques da Silva reconhecido com Prémio Nunes Correa Verdades de Faria
11/07/2019 14:56:52
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Dr. Pedro Marques da Silva reconhecido com Prémio Nunes Correa Verdades de Faria

O Dr. Pedro Marques da Silva, consultor hospitalar graduado pela Ordem dos Médicos, foi distinguido com o prémio Nunes Correa Verdades de Faria, no âmbito da área C - "Progresso no Tratamento das Doenças do Coração", como reconhecimento do seu papel contra a diminuição da carga da doença cardiovascular.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) entregou, no passado dia 4 de julho, os prémios Nunes Correa Verdades de Faria, no valor de 12.500 euros cada, cujo principal intuito é congratular a investigação desenvolvida nas áreas de cuidado a idosos, progresso na medicina geriátrica e respetivo tratamento de doenças do coração.

A cerimónia decorreu no jardim da Residência Faria Mantero, em Lisboa, e foi presidida pelo Dr. João Pedro Correia, vice-provedor da instituição, no âmbito das festividades do aniversário da Misericórdia de Lisboa.

Os prémios "Nunes Corrêa Verdades de Faria" são entregues anualmente e foram criados no ano de 1987 como forma de respeitar a vontade de Mantero Belard, expressa em testamento, em congratular personalidades que tenham contribuído com os seus estudos ou trabalho, para a área da saúde geriátrica.

Para além do especialista de Farmacologia Clínica e Farmacoepidemiologia e de Hipertensão Clínica com competência de Geriatria, Dr. Pedro Marques da Silva, ter sido reconhecido com o prémio no âmbito da área C - "Progresso no Tratamento das Doenças do Coração", também a Eng.ª Maria de Lourdes Pereira Miguel, da Direção do Centro Social Paroquial de S. Nicolau, foi distinguida pelo projeto "Mais Proximidade, Melhor Vida", que pretende combater o isolamento e solidão dos idosos e arrecadou o prémio da área A - "Cuidado e Carinho Dispensados aos Idosos Desprotegidos".

Já na área B - "Progresso da Medicina na sua Aplicação às Pessoas Idosas", o prémio foi atribuído à Dr.ª Lia Guerreiro Marques, reconhecida pelo seu papel em melhorar a autonomia e qualidade de vida dos mais velhos.

A par do projeto vencedor, o júri atribuiu ainda cinco menções honrosas: na área A foi distinguido o trabalho do Dr. Domingos Marques Alves Rosa (presidente da Fundação AFID Diferença) e da Dr.ª Mafalda Mello e Castro pelo trabalho desenvolvido no Centro Social e Paroquial de São Francisco de Paula. Já na área B foi reconhecido o trabalho pioneiro que pretende melhorar a relação entre paciente e médico, realizado por Inês Maria Sequeira Rodolfo.

As menções honrosas fizeram-se também no âmbito da área C, ao Prof. Doutor Pedro Nuno Martins Pires Coelho, com a especialidade de Cirurgia Cardiotorácica pela Ordem dos Médicos e doutoramento em 2019, e à Prof.ª Doutora Eugénia Carvalho do Grupo de Diabetes, Obesidade e Complicações do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019