Nutricionistas reúnem-se para debater a existência de serviços de nutrição no SNS
05/07/2019 16:23:39
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Nutricionistas reúnem-se para debater a existência de serviços de nutrição no SNS

Decorre na próxima segunda-feira, dia 8 de julho, pelas 10h30 no Espaço Atmosfera M, o seminário “Serviços de nutrição nos serviços de saúde”, promovido pela Ordem dos Nutricionistas.

 

No mês em que se assinala um ano desde a publicação, em Diário da República, do despacho que determina que em cada instituição do Serviço Nacional de Saúde (SNS) deverá existir um serviço de nutrição, este seminário tem como principal intuito promover uma reflexão em torno da importância dos serviços de nutrição e abordar temáticas como o valor destes serviços no SNS.

Com a discussão de exemplos de boas práticas implementadas nos hospitais públicos e debates dos desafios do serviço de nutrição nos cuidados de saúde primários, esta iniciativa contará ainda com uma apresentação pública do “Guia orientador para a implementação do serviço de nutrição no SNS” elaborado pela Ordem dos Nutricionistas, de acordo com o Despacho de 4 de julho, do Ministério da Saúde.

Relembre-se que este despacho veio reconhecer, para a Ordem dos Nutricionistas, que a organização dos profissionaos em serviços, seja nos cuidados de saúde primários, seja nos cuidados hospitalares ou continuados integrados traz diferenciação técnico-científica, maior eficácia às intervenções e aumento da exigência e rigor, ou seja, melhores serviços prestados aos utentes e ganhos em saúde.

O principal desafio continua a ser, no entanto, a escassez de nutricionistas face às necessidades do país, sendo que para um universo de 10 milhões de cidadãos existem apenas 400 nutricionistas no SNS.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019