APDP inaugura exposição “Ernesto Roma - Vida e obra” na Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos
04/07/2019 17:14:33
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
APDP inaugura exposição “Ernesto Roma - Vida e obra” na Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos

A Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) inaugura amanhã, sexta-feira, 5 de julho, pelas 18h00, a exposição “Ernesto Roma - Vida e obra”, na Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos, na cidade do Porto.

A exposição foi produzida com base no espólio do médico, disponibilizado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, e em documentação existente e produzida pela Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP).

Ernesto Roma, fundador da APDP, primeira associação de diabetes do mundo, é um dos maiores vultos da medicina portuguesa, que percorreu quase todo o século XX, e foi o responsável pela introdução, em Portugal, do conceito de educação terapêutica no tratamento com insulina das pessoas com diabetes.

Nascido em Viana do Castelo a 1 de junho de 1887 e licenciado em Medicina pela Escola Médica de Lisboa, cedo viajou para Paris e, mais tarde, para Boston, onde estagiou. Visitou a clínica para onde os médicos que descobriram a insulina em 1921 enviaram os primeiros frascos do produto e, de regresso a Portugal, criou a insulinoterapia e tornou-se reconhecido como diabetologista.

No âmbito da exposição, patente na SRNOM até 19 de julho, realiza-se também uma homenagem a Eduardo Santos Silva, médico e professor que desenvolveu um importante e reconhecido trabalho na luta contra a diabetes na cidade do Porto, presidida pelo jurista Artur Santos Silva, seu sobrinho. Esta sessão de homenagem realizar-se-á no dia 18 de julho, pelas 18 horas, também na SRNOM.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019