Evento APELA à urgência da criação do estatuto do cuidador informal
19/06/2019 16:23:22
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Evento APELA à urgência da criação do estatuto do cuidador informal

No seguimento do Dia Mundial da Esclerose Lateral Amiotrófica, que se celebra já no próximo dia 21 de junho, a Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica (APELA) vai assinalar a data com uma ação de consciencialização que terá lugar no Fórum Picoas, em Lisboa, pelas 14h30.

O evento visa sensibilizar a sociedade civil, responsáveis políticos e profissionais de saúde para o impacto provocado pela Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), não só nos doentes mas também nos cuidadores que os acompanham.

Com esta iniciativa, a APELA pretende chamar a atenção para a importância da criação de um estatuto para o cuidador informal e para as especificidades dos cuidadores de pessoas diagnosticadas com ELA. O Dr. Pedro Souto, presidente da APELA, explica que este tipo de doença crónica e de rápida evolução representa uma experiência devastadora e desgastante, não só para o doente mas também para a família, amigos e outros cuidadores que com ela convivem.

Relembre-se que no passado dia 30 de maio foi anunciado que o governo aceitou criar o Estatuto do Cuidador Informal, que estabelece os direitos e deveres das pessoas que cuidam de familiares dependentes (idosos, pessoas com demência ou doenças crónicas, crianças com patologias graves). No entanto, este estatuto ainda não é consensual e poderá sofrer alterações ao longo dos próximos meses.

O evento de celebração do Dia Mundial da ELA terá como mote “Um aroma para Cuidar” e contará com a presença da Dr.ª Maria de Belém Roseira, antiga ministra da Saúde, e a Prof.ª Doutora Marisa Matias, eurodeputada, entre outros especialistas na área dos direitos sociais e da saúde. Com este evento pretende-se debater o impacto que a ELA pode ter a nível pessoal e profissional na vida de um cuidador informal, bem como alertar para o facto de o estatuto do cuidador informal ser frequentemente relegado para segundo plano, da mesma forma que o olfato é muitas vezes um sentido desvalorizado (daí o tema do evento).

A entrada é gratuita mas implica inscrição prévia através do e-mail: comunicacao@apela.pt.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019