Maior debate nacional dedicado ao futuro da Saúde em Portugal já conta com mais de mil inscritos
17/06/2019 15:53:46
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Maior debate nacional dedicado ao futuro da Saúde em Portugal já conta com mais de mil inscritos

Amanhã, dia 18 de junho, às 8h00, as portas do Centro de Congressos de Lisboa (Junqueira) abrem-se para os mais de mil participantes que se inscreveram na Conferência “A Agenda da Saúde para o Cidadão”, iniciativa da Convenção Nacional da Saúde que conta com o alto patrocínio da presidência da república.

A iniciativa pioneira e sem precedentes na Europa pretende colocar o cidadão e o doente no topo das prioridades da política de Saúde em Portugal. A organização reuniu o maior número de associações de doentes no Conselho Superior, para que se incluam as suas prioridades no centro do sistema de Saúde em Portugal.

A Conferência apresenta um programa com quase 100 oradores para debater temas como a centralidade do cidadão e do doente no sistema de Saúde, o estatuto do cuidador informal, a igualdade de acesso a cuidados de saúde, a prevenção, a literacia em saúde, o impacto da doença na economia, entre outros.

Os quatro painéis temáticos simultâneos debatem “Associações de Doentes podem fazer a diferença para um Sistema de Saúde mais justo”; “A importância dos Cuidados de Saúde Primários”; “Um Serviço de Urgência mais eficiente” e “Por um Acesso à Saúde igual em todo o território”.

No total, são 149 os parceiros comprometidos com a “Agenda da Saúde para a Década”, entre os quais sete ordens de profissionais da Saúde, 69 associações de doentes, 23 instituições públicas de Saúde, 20 associações profissionais, nove instituições do sector social e 16 associações setoriais da área da Saúde. 

O Dr. Eurico Castro Alves, presidente da Comissão Organizadora da Convenção, defende que “reunir todos os parceiros da Saúde, em particular este número de associações de doentes, representa um movimento único, sem precedentes na Europa”.

Todos os parceiros e todos os cidadãos têm a oportunidade de participar e dar o seu contributo para definir onovo rumo da Saúde. “Estamos orgulhosos de Portugal ser pioneiro ao dar voz aos agentes do setor, aos cidadãos e aos doentes na definição das políticas de Saúde”, defende o Dr. Eurico Castro Alves.

A Convenção Nacional da Saúde contará, na sessão de abertura, com a presença da ministra da Saúde, Dr.ª Marta Temido.

A sessão de encerramento fica a cargo do secretário de Estado da Economia, o Dr. João Correia Neves, em representação do ministro adjunto e da Economia, o Dr. Pedro Siza Vieira, que assinou recentemente com o Healthcluster Portugal, o pacto setorial para a Competitividade e Internacionalização da Saúde, na presença de diversos membros do governo e do primeiro-ministro, Dr. António Costa.

Do programa consta ainda um momento de debate com o Prof. Doutor António Correia de Campos e o Dr. Paulo Portas que apresentarão “Duas Visões sobre o Futuro e a Saúde”, bem como a conferência “Saúde: Uma prioridade para Portugal” que junta em debate os deputados em representação dos partidos políticos com assento parlamentar.

A Convenção assume-se assim como a maior plataforma permanente de diálogo na Saúde e nasce do consenso de todos os parceiros envolvidos e do compromisso com a Saúde dos portugueses.

Os resultados dos trabalhos da Convenção de 2019, centrados no papel e nas necessidades dos doentes e dos cidadãos, serão incluídos na “Agenda da Saúde para a Década”, documento consensualizado no encontro do ano passado e que reúne as principais conclusões e propostas, apontando caminhos para o futuro sustentável da Saúde em Portugal.

O programa integral está disponível aqui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019