Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular: o evento que dá palco ao mérito
11/06/2019 16:48:14
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular: o evento que dá palco ao mérito

O 19.º Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular (SPACV) vai decorrer em Lisboa, de 20 a 22 de junho, e promete “dar palco ao mérito” através de apresentações de trabalhos de jovens promissores.

As expectativas da 19.ª edição do Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular são altas. Quem o diz é o Prof. Doutor Armando Mansilha, presidente da direção da SPACV, que garante a enorme qualidade dos trabalhos recebidos. “Nós queremos fomentar o mérito. O momento mais importante do Congresso é dar o palco aos mais jovens para que o possam fazer”.

O programa do Congresso contará com sessões temáticas dedicadas às patologias venosa, carotídea e aneurismática, bem como uma sessão especifica apenas sobre registos. “Acreditamos que seria fundamental, como deveria ser obrigatório, se os procedimentos fossem registados nos diferentes hospitais e pudéssemos ter, a nível nacional, uma base de dados assente em registos fidedignos para termos números confiáveis da nossa própria realidade. Esse é um projeto que a Sociedade está a desenvolver e será apresentado no sentido de todos se sentirem envolvidos, desde serviços, departamentos, unidades ao Sistema Nacional da Saúde, para que possam aderir e participar”, refere o Prof. Doutor Armando Mansilha.

O evento contará com uma sessão conjunta com as Sociedades Espanhola e Italiana da Angiologia e Cirurgia Vascular e com sessões dedicadas à enfermagem vascular e aos técnicos de diagnostico vascular.

Esta iniciativa destina-se essencialmente aos Portugueses e pretende dar espaço para que novas ideias sejam discutidas e partilhadas, nomeadamente através de jovens palestrantes.

O Prof. Doutor Armando Mansilha destaca ainda o curso dedicado apenas à medicina geral e familiar. “O processo vascular em si tem de incluir todos os profissionais de saúde relacionados com a temática, daí termos cursos específicos dedicados à medicina geral e familiar, que são e devem ser os nossos interlocutores privilegiados nestas articulações entre os cuidados de saúde primários e os centros de referência, neste caso especializados nos cuidados de Angiologia e Cirurgia Vascular”, adianta o especialista.

Vídeo


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019