Baxter e bioMérieux unem-se para melhorar o diagnóstico e tratamento da insuficiência renal aguda
18/04/2019 15:47:32
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Baxter e bioMérieux unem-se para melhorar o diagnóstico e tratamento da insuficiência renal aguda

A bioMérieux, companhia que disponibiliza soluções de diagnóstico in vitro para melhorar a Saúde Pública e garantir a segurança dos consumidores, e a Baxter, farmacêutica que se dedica aos cuidados renais, anunciam uma colaboração para o desenvolvimento de biomarcadores, com o objetivo de identificar e diagnosticar de forma rápida a insuficiência renal aguda e permitir o tratamento adequado.

 

“Estamos empenhados em melhorar os resultados do tratamento continuado dos doentes em estado crítico, o que inclui identificar oportunidades para um diagnóstico rápido da insuficiência renal aguda para que os doentes possam receber a melhor terapêutica”, afirmou o Dr. Reaz Rasul, diretor-geral da área de Acute Therapies da Baxter. “Ao trabalharmos com a bioMérieux seremos capazes de unir o seu conhecimento em diagnóstico rápido à nossa experiência na disponibilização dos mais recentes avanços clínicos nas unidades de cuidados intensivos".

“Como líderes em soluções de diagnóstico pioneiras, esperamos colaborar com a Baxter para enfrentar os desafios dos Cuidados Intensivos, como a insuficiência renal aguda. Para que tal seja possível, a equipa de Astute Medical está empenhada no desenvolvimento de biomarcadores adicionais de elevado valor clínico para melhorar o tratamento destes doentes”, disse o Dr. Mark Miller, vice-presidente executivo e diretor médico da bioMérieux.

A insuficiência renal aguda é uma diminuição súbita da função renal durante um período que pode variar entre horas ou dias, muitas vezes em consequência de uma doença, trauma ou infeção. A perda súbita da função renal provoca um acumular de toxinas e fluidos no sangue que, se não forem tratados, podem levar à morte. O estádio mais grave requer terapia de substituição renal (diálise) para substituir a função dos rins. A insuficiência renal aguda é uma complicação cada vez mais comum em unidades de cuidados intensivos e hospitais, e o diagnóstico precoce é fundamental.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019