Portugal acolhe especialistas internacionais em Cirurgia Ambulatória
21/01/2019 15:58:05
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Portugal acolhe especialistas internacionais em Cirurgia Ambulatória

A Associação Portuguesa de Cirurgia Ambulatória (APCA) vai promover pela primeira vez o 13.º Congresso Internacional de Cirurgia Ambulatória, entre os dias 27 e 29 de maio, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

 

“Este congresso será uma excelente oportunidade para mostrar todo o bom trabalho que estamos a fazer na especialidade de Cirurgia de ambulatório, em Portugal. Será, também, um momento privilegiado para avaliarmos o impacto e crescimento da Cirurgia Ambulatória no mundo”, explica o Dr. Carlos Magalhães, presidente da APCA.

O Congresso vai abordar, ainda, “diversas temáticas que moldam a atualidade da Cirurgia Ambulatória em Portugal e no mundo, incluindo tópicos como as novas tendências cirúrgicas, anestésicas e tecnológicas”, pode ler-se no comunicado enviado à comunicação social. 

 As candidaturas para submissão de apresentações orais e/ou poster encontram-se abertas até ao dia 1 de março e podem ser feitas a partir desta ligação. 

Até ao momento, a iniciativa conta com representantes de mais de 20 países: Alemanha, Austrália, Bélgica, China, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Holanda, Hungria, Índia, Inglaterra, Itália, Japão, Letónia, Nova Zelândia, Portugal, República Checa, Singapura, Suécia e Suíça.

De acordo com a APCA, nos últimos anos, a Cirurgia portuguesa em regime de ambulatório tem tido um desenvolvimento positivo. O principal factor de sucesso tem sido a sua multidisciplinaridade, envolvendo diferentes grupos profissionais, assim como a garantia de segurança e qualidade no tratamento dos doentes.

  

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019