Doenças Infecciosas na Adolescência em destaque nas IV Jornadas Regionais Monotemáticas de Infecciologia
Doenças Infecciosas na Adolescência em destaque nas IV Jornadas Regionais Monotemáticas de Infecciologia

As IV Jornadas Regionais Monotemáticas de Infecciologia decorrem nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro e vão ter lugar em Sesimbra. As “Doenças Infecciosas na Adoloscência” são o mote do encontro presidido pelo Dr. José Poças, diretor do Serviço de Infecciologia do Hospital de São Bernardo - Centro Hospitalar de Setúbal.

 

Para além disto, o projeto pretende, ainda, reunir esforços entre os profissionais de saúde e a sociedade civil na prevenção das doenças infecciosas.

“A problemática da prestação de cuidados de saúde nesta fase etária reveste-se de particularidades únicas, designadamente no que concerne ao candente tema das que se relacionam com a transmissão de agentes microbianos”, pode ler-se na carta de apresentação das Jornadas. 

O evento, organizado pela Liga de Apoio Comunitário para o Estudo das Doenças Infeciosas (LACPEDI), inicia com a conferência dedicada à “História da Sexualidade”, que terá como orador “um colega internista e endocrinologista com alguma experiência no exercício da medicina no teatro de guerra em África, Mário Carqueijeiro”, explica o Dr. José Poças. 

Na carta ficou também estabelecido que a quarta edição do evento pretende analisar os aspetos mais controversos e atuais no diagnóstico, tratamento e profilaxia de infecções graves e de maior relevância epidemiológica.

O evento traz uma novidade: “Antibioterapia em ambulatório”. É um curso de Atualização pré Jornadas, cujos os formadores são do Serviço de Infecciologia do Hospital de São Bernardo, médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar, bem como os que dão assistência clínica a Lares, Residências de Idosos ou a Centros de Reabilitação de Deficientes, porque o evento pretende desconstruir as barreiras na prestação de cuidados médicos entre as diversas instituições. 

O Dr. José Poças destacou também a personalidade do presidente de Honra que será homenageado nesta quarta edição. "Lino Rosado é muito mais do que um pediatra competente e respeitado pelos seus doentes e respetivas famílias, bem como pelos seus pares", lê-se na carta. O Dr. Lino Rosado dedicou-se à Hematologia não Oncológica, perante “a avassaladora emergência da pandemia da infeção por VIH, ao ver como vítimas os doentes mais inocentes de todos, ou seja, as crianças e, em particular, os recém-nascidos, não se intimidou perante o desconhecido, não arranjou falsos subterfúgios que muitos utilizaram para esconder de forma meio envergonhada a sua torpe postura de estigmatização dos afetados", realça o Dr. José Poças.

 

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019