Reumatologia portuguesa no topo da investigação científica internacional
Reumatologia portuguesa no topo da investigação científica internacional

Foram mais de 100 artigos publicados este ano por reumatologistas em revistas nacionais e internacionais com elevado factor de impacto. No âmbito do Dia Mundial da Ciência, o anúncio é feito pela Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR) que pretende enaltecer o trabalho dos especialistas que vai muito além da atividade assistencial de excelência que presta aos seus doentes.

Portugal conta com cerca de 200 reumatologistas. Só em 2018, 108 artigos científicos foram publicados, o que reflete que a grande maioria destes especialistas se dedica à investigação científica para além da sua atividade clínica. Outros reumatologistas colaboram ainda em vários ensaios e estudos clínicos nacionais e internacionais.

Para o Dr. Luís Cunha Miranda, presidente da SPR, “o resultado destas publicações refletem trabalhos de excelência produzidos na área da reumatologia e cabe à SPR enaltecer a dedicação dos especialistas bem como continuar a apoiar o seu trabalho”. 

O especialista acrescenta ainda que “os reumatologistas portugueses têm uma forte componente de investigação, expressa pelo grande número de publicações efetuadas em revistas estrangeiras indexadas de elevado prestígio, bem como apresentações científicas em reuniões e congressos internacionais, que colocam a Reumatologia portuguesa no topo da investigação científica”.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019