MOVA alerta para baixas taxas de vacinação antipneumocócica em Portugal
12/11/2018 16:58:43
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
MOVA alerta para baixas taxas de vacinação antipneumocócica em Portugal

A efetividade da vacinação contra a pneumonia bacteriana pelo pneumococo ficou provada num estudo recente onde se registou uma redução de 73% dos internamentos de adultos com mais de 65 anos, imunizados com a vacina antipneumocócica. No âmbito do Dia Mundial da Pneumonia, que se assinala hoje, o Movimento Doentes pela Vacinação (MOVA) vem destacar os benefícios da vacinação e alertar para as suas reduzidas taxas em Portugal.

As taxas de vacinação antipneumocócica são muito baixas em Portugal, já que nove em cada 10 adultos com mais de 50 anos revelou recentemente não estar vacinado contra a pneumonia. Isto apesar de existir, desde 2015, uma Norma da Direção-Geral da Saúde (011/2015) que recomenda a vacinação de grupos de adultos com risco acrescido de contrair doença invasiva pneumocócica.

“A vacinação deve ser uma preocupação ao longo da vida, em particular depois dos 65 anos, e em casos de maior fragilidade, como acontece com os doentes crónicos. Estudos como este reforçam o nosso apelo” explica a fundadora do MOVA, Dr.ª Isabel Saraiva. “A redução das taxas de internamento diminuirá, naturalmente, o número de mortes associadas à pneumonia”, acrescenta.

Também os custos ligados ao internamento – cerca de 218 mil euros diários – tenderão a diminuir significativamente, de acordo com o MOVA.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019