Lançado manual que promove a prevenção e melhoria da resposta à insuficiência cardíaca
29/10/2018 16:57:01
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Lançado manual que promove a prevenção e melhoria da resposta à insuficiência cardíaca

No passado dia 28 de setembro foi lançado, no Parlamento Europeu, o manual “The Handbook of Multidisciplinar and Integrated Heart Failure Care”, pela plataforma Heart Failure Policy Network. O objetivo passa pela promoção da prevenção e melhoria da resposta à insuficiência cardíca (IC), que só em Portugal atinge mais de meio milhão de pessoas.

De acordo com um dos membros da direção desta plataforma, Prof. Doutor Jose Ramon Gonzalez-Juanatey "deverão ser promovidas iniciativas em todos os países da União Europeia, incluindo iniciativas a nível político, de forma a destacar a importância e magnitude associada à IC”. “Dada a extraordinária dimensão e possibilidade de aumento da prevalência desta síndrome, sem uma ação concertada ao nível da prevenção, estaremos a ser responsáveis pelo sofrimento que esta doença causa aos doentes e às suas famílias e pelo brutal aumento da sua carga sócio-económica”, acrescenta.

Num comunicado divulgado à comunicação social, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia considera que “a nível político, há uma certa sensibilização para o enfarto agudo do miocárdio e do acidente vascular cerebral, mas o seu conhecimento, e em especial a sensibilização para a IC é, ainda, muito limitada.

Dia Mundial da Terceira Idade

De acordo com os dados do relatório do Programa Nacional para Doenças Cérebro-Cardiovasculares as mortes associadas às doenças do aparelho circulatório têm diminuído: em 2010, representavam 31,8% das causas de morte, em 2015 eram 29,7%. No caso do acidente vascular cerebral, registaram-se menos mortes de 2013 (7872) para 2015 (6432). Já no que respeita aos internamentos hospitalares devido a doenças do aparelho circulatório, verificou-se uma quebra de 2011 para 2016, mas nos casos de insuficiência cardíaca, registou-se um aumento: de 15 583 internamentos em 2011 para 18 752 em 2016.

A insuficiência cardíaca tem uma taxa de mortalidade superior a diversos tipos de cancro, tais como o cancro da mama, do cólon, da próstata e a leucemia.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019