Stakeholders nacionais e internacionais da área da saúde reúnem-se numa conferência em Lisboa
29/10/2018 15:04:57
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Stakeholders nacionais e internacionais da área da saúde reúnem-se numa conferência em Lisboa

Partilhar o conhecimento nacional e mundial sobre value-based health care (VBHC) e responder à pergunta “como podemos implementar o VBHC na prática?” são os grandes objetivos da conferência Portugal Value Meeting for Health and Care 2018. O encontro internacional que se realiza a 29 de novembro, é promovido pela plataforma estratégica NOVAsaúde | Value Improvement in Health and Care, e é coorganizado pela Nova School of Business & Economics (Nova SBE) e Nova Medical School.

Este encontro anual, que junta stakeholders nacionais e internacionais da área da saúde, desde profissionais do setor até representantes do poder político, incluindo investigadores, visa contribuir para a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde através de um consenso alargado sobre a necessidade de introdução do conceito de valor em saúde e através da discussão sobre como implementar este conceito na prática.

Em 2017, a Nova SBE, a Nova Medical School e o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central organizaram a International Consortium for Health Outcomes Measurement, para debater a importância da medição dos resultados de saúde baseados no valor para o doente. Esta conferência reuniu 500 participantes em representação de todos os stakeholders da saúde em Portugal – prestadores públicos e privados, seguradoras, administração pública portuguesa, indústria farmacêutica, indústria dos dispositivos médicos, associações de doentes, associações profissionais, academia, e decisores políticos.

Mais informações disponíveis aqui.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019