Guimarães transforma-se na “capital da ciência” cardiovascular para receber o Congresso da Artery Society
12/10/2018 16:25:01
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Guimarães transforma-se na “capital da ciência” cardiovascular para receber o Congresso da Artery Society

A cidade de Guimarães recebe, entre 18 e 20 de outubro, o Congresso Internacional da Artery Society, que vai reunir 45 peritos mundiais nas áreas da hipertensão arterial e do risco cardiovascular. Durante três dias, o município vai transformar-se, de acordo com o Dr. Henrique Capelas, presidente do Conselho de Administração do Hospital da Senhora da Oliveira, na “capital da ciência”.

 

No último dia 9 de outubro decorreu a conferência de imprensa de apresentação, que contou com a presença da vice-presidente da Câmara de Guimarães. A Dr.ª Adelina Pinto destacou o “papel facilitador” assumido pelo município para a “promoção do encontro e do conhecimento”.

Esta é a primeira vez que o Congresso tem lugar na Península Ibérica, algo que a Dr.ª Adelina Pinto considera realçar o posicionamento da cidade ao nível dos congressos internacionais, através da promoção do território, do património e da cultura, “fazendo com que muitos destes congressistas possam voltar a Guimarães para uma visita em família”.

Por sua vez, o Dr. Pedro Guimarães Cunha, presidente da comissão organizadora do evento, promete intensa atividade, onde os participantes podem esperar “muitas inovações na abordagem aos pacientes e aos cidadãos, que, em muitas ocasiões, estão em risco de desenvolver doenças cardiovasculares sem saberem”. Acredita, também, que “Guimarães ficará na memória por ser a cidade onde peritos de nível mundial se reuniram para definir estratégias globais”.

Além disso, destacou o facto de se ir realizar um Simpósio Satélite, em paralelo ao Congresso, com a participação de um total de oito sociedades científicas mundiais, em representação de continentes como América, Ásia e Oceânia.

Em representação do Hospital de Guimarães, o Dr. Henrique Capelas fez menção ao debate sobre “o futuro da Medicina”, clarificando que “a discussão centra-se na aposta na prevenção da doença, através de orientações clínicas na doença cardiovascular, que é uma das principais causas de morte”.

A escolha de Guimarães para servir de palco às celebrações recai, em grande parte, na distinção do serviço de Medicina Interna do Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA) como Centro de Excelência Europeu da Sociedade Europeia de Hipertensão. Este foi o primeiro centro nacional a ser reconhecido em Guimarães, juntando-se a outros dois em Lisboa e no Porto.

O encontro é organizado pela Escola de Medicina da Universidade do Minho e pelo Centro para a Investigação e Tratamento de Hipertensão Arterial e Risco Cardiovascular do Serviço de Medicina Interna do Hospital de Guimarães, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães.

 

Congresso da Artery Society

 O Congresso vai decorrer no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, entre 18 e 20 de outubro, numa iniciativa da Association for Research into Arterial Structure and Physiology (ARTERY).

"How do Brain Cells control blood flow: insights into neurovascular dysfunction", "Peripheral blood flow regulation in response to sympathetic stimulation in individuals with Down Syndrome", "Imaging Neurovascular Coupling: From cortical microinfarcts to hypertension - impact on neuronal structure and function" e "Childhood determinants of arterial dysfunction" são alguns temas em destaque ao longo dos dois dias de evento.

Consulte pdfaqui o programa oficial.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019