Novo fármaco para o tratamento da esclerose múltipla disponível em Portugal
27/09/2018 14:47:46
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Novo fármaco para o tratamento da esclerose múltipla disponível em Portugal

O medicamento alemtuzumab já está disponível para os profissionais de saúde e doentes em Portugal. O anúncio foi feito pela Sanofi Genzyme, a unidade de negócios global de cuidados especializados da Sanofi. O novo fármaco está indicado para o tratamento da esclerose múltipla (EM) forma surto-remissão com doença ativa, tendo demonstrado eficácia em doentes que não responderam a outros fármacos disponíveis e também em casos particularmente agressivos da doença.

 

”Tendo em conta as características da patologia que afeta maioritariamente pessoas em idade ativa, este fármaco vem trazer uma nova esperança aos portadores de EM, às suas famílias e à sociedade em geral. É nosso objetivo investir em inovação que responda a necessidades médicas não satisfeitas para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, afirma o Dr. Francisco del Val, diretor geral da Sanofi Portugal e General Manager para a Sanofi Genzyme.

A Dr.ª Lívia de Sousa, neurologista do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, mostra-se entusiasmada com a disponibilização do novo fármaco aos doentes portugueses, tendo em conta que o “alemtuzumab tem mostrado ser eficaz em casos particularmente agressivos de EM que não responderam a fármacos já disponíveis no mercado português”.

“O carácter heterogéneo da doença faz com que seja imperioso termos várias opções terapêuticas para que cada um dos casos, dependo do estadio e da agressividade da doença, venha a beneficiar com a medicação mais ajustada à sua condição. Assim ficamos bastante satisfeitos com a disponibilização de um medicamento inovador que pode trazer grandes benefícios aos doentes”, acrescenta.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019