Agência Europeia de Medicamentos aprova pegfilgrastim da Accord Healthcare no tratamento da neutropenia
26/09/2018 15:41:55
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Agência Europeia de Medicamentos aprova pegfilgrastim da Accord Healthcare no tratamento da neutropenia

O pegfilgrastim, biossimilar de fator estimulante de colónia de granulócitos peguilhado (G-CSF) da Accord, foi aprovado na Europa pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA). Os primeiros países vão lançar o fármaco imediatamente após receberem a respetiva autorização de introdução no mercado, o preço e a comparticipação.

 

O pegfilgrastim é um fármaco indicado para a redução da duração da neutropenia e da incidência de neutropenia febril em doentes adultos que estejam a fazer quimioterapia citotóxica.

“Este é um desenvolvimento importante para os milhares de doentes com cancro na Europa que estão a fazer tratamento de quimioterapia. Concluir a dose de quimioterapia é um fator crucial para aumentar as taxas de sobrevivência e o surgimento de neutropenia pode atrasar ou interromper o tratamento de quimioterapia, reduzindo a intensidade relativa da dose e prejudicando o efeito do tratamento”, refere Dr. Paulo Cornes.

“As provas mostram que os doentes que recebem pegfilgrastim apresentam uma taxa significativamente inferior de neutropenia grave e têm mais possibilidades de receber a dose de quimioterapia ideal, conseguindo melhores resultados”, acrescentam o oncologista.

A aprovação teve como base o programa clínico de desenvolvimento do pegfilgrastim, sendo o único tratamento biossimilar aprovado na União Europeia que apresenta dados clínicos na fase III, além da fase I, como parte do seu perfil de eficácia e segurança.

“São ótimas notícias para a Accord, mas ainda melhores para os doentes que terão um maior acesso a este medicamento vital para o seu tratamento do cancro. Sabemos que os doentes querem passar menos tempo no hospital para poderem desfrutar mais da vida”, afirma o Dr. Paul Tredwell. “O pegfilgrastim é administrado com uma dose por ciclo, o que poderá reduzir a necessidade da monitorização da contagem de glóbulos brancos e evitar aos doentes a eventual preocupação de terem de ser submetidos a injeções diárias”.

“Esta aprovação assenta nos nossos sólidos conhecimentos e extenso portefólio de tratamentos na área da Oncologia. Estamos empenhados em garantir que o pegfilgrastim será disponibilizado à medida que cada país concluir os seus processos regulamentares. Antecipamos ser os primeiros a finalizar a produção e a disponibilizar aos profissionais de saúde na maioria dos mercados europeus”, adianta o Accord VP Speciality Brands.

 

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019