Unidade de Neurossonologia do Centro Hospitalar São João certificada como Centro de Referência Europeu
23/08/2018 11:28:55
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Unidade de Neurossonologia do Centro Hospitalar São João certificada como Centro de Referência Europeu

A Unidade de Neurossonologia do Centro Hospitalar São João (CHSJ) acaba de ser distinguida como Centro de Referência Europeu de Neurossonologia. Após cumprir todos os critérios a nível assistencial, formativo e científico, pertence agora à Network of European Reference Centers in Neurosonology (ERNsono) da European Academy of Neurology e da European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics. Assume-se assim como uma das primeiras unidades certificadas a nível europeu e a primeira em território nacional.

 

Como explica a Prof.ª Doutora Elsa Azevedo, coordenadora da Unidade de Neurossonologia do CHSJ, para a distinção foram considerados diversos fatores de seleção.

“Não só o volume e a diferenciação de exames, mas também os profissionais acreditados, o facto de a Unidade estar inserida em Serviço de Neurologia Clínica e o cumprimento de critérios relativos à atividade formativa e científica, incluindo colaboração em projetos de investigação internacionais e realização de atividades formativas internacionais”.

“Diariamente estudamos doentes de todos os serviços do Hospital, com destaque para os casos de doença vascular cerebral isquémica e de hemorragia subaracnoideia”, acrescenta a especialista.

neurossonologia corpo1 733fd

 

Atividade formativa e de investigação

Além de a certificação estar relacionada com a atividade assistencial da Unidade, diz também respeito à atividade formativa e de investigação.

“Neste âmbito, a nossa Unidade acolhe consecutivamente médicos em formação, geralmente internos de formação específica em Neurologia ou mesmo jovens especialistas a fazer diferenciação em Neurossonologia”, destaca a Prof.ª Doutora Elsa Azevedo.

“Todos os anos participamos no Curso de Neurossonologia da Sociedade Portuguesa de Neurossonologia e participamos também, desde há muitos anos, em cursos internacionais promovidos pela European Academy of Neurology e pela European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics”, adianta.

“Temos desenvolvido vários trabalhos de mestrado e doutoramento, tentando introduzir técnicas de monitorização hemodinâmica cerebral mais avançadas. Além disso, fazemos parte de redes de investigação internacionais, com quem partilhamos os nossos dados e experiências, implementando estudos colaborativos com outros centros de referência, bem como colaborações com instituições internacionais de ensino, como é o caso da Universidade de Harvard”, afirma o Prof. Doutor Pedro Castro, membro da Unidade.

neurossonologia corpo2 eb852

Já para o Prof. Doutor Castro Lopes, presidente da direção da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC), “esta distinção é mais um exemplo de como Portugal está muito bem posicionado a nível científico na área da doença vascular cerebral”, sendo o resultado de “muito de muito trabalho e ciência”.

“A sociedade civil portuguesa deve orgulhar-se dos técnicos de saúde do seu país, nomeadamente na área da doença vascular cerebral”, frisa o Prof Doutor Castro Lopes, assegurando que “considerar o AVC uma emergência” é essencial para reverter esta que é a principal causa de mortalidade e incapacidade no país.

Assista aqui ao vídeo da entrevista aos especialistas.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019