Botox é eficaz no tratamento da dor pélvica crónica, revela estudo recente da FMUP
21/08/2018 10:57:07
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Botox é eficaz no tratamento da dor pélvica crónica, revela estudo recente da FMUP

Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro Hospitalar São João (CHSJ) veio recentemente comprovar a eficácia do uso de botox no tratamento de doentes com dor pélvica crónica, cistite intersticial. A patologia pode afetar uma em cada 200 mulheres portuguesas.

Atendendo às características da doença o tratamento da patologia passa, em alguns casos, pela injeção de botox na bexiga. No entanto, até à data, não havia confirmação se o procedimento era de facto eficaz ou se se tratava de um efeito placebo. De forma a esclarecer a questão, os investigadores levaram a cabo um estudo clínico que permitiu avaliar de perto a evolução dos sintomas descritos pelos doentes após a administração do fármaco.Atendendo às características da doença o tratamento da patologia passa, em alguns casos, pela injeção de botox na bexiga.

“Os resultados foram positivos e os utentes demonstraram uma melhoria significativa face ao grupo de controle”, explica o coordenador do estudo, Prof. Doutor Francisco Cruz. De acordo com o urologista do CHSJ, “o uso de botox tem a vantagem de, ao contrário de outros tratamentos, não ter de ser administrado diariamente”.

O estudo foi também desenvolvido pelo Prof. Doutor Rui Almeida Pinto, docente na FMUP e urologista no CHSJ.

Fonte: Notícias Universidade do Porto

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019