Hospital Pedro Hispano realiza pela primeira vez no Serviço Nacional de Saúde laminectomia lombar
25/07/2018 17:19:45
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Hospital Pedro Hispano realiza pela primeira vez no Serviço Nacional de Saúde laminectomia lombar

O serviço de Ortopedia do Hospital Pedro Hispano, que integra a Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM), vai realizar pela primeira vez a nível nacional uma intervenção cirúrgica inovadora da coluna lombar, a laminectomia lombar. A técnica, que será realizada amanhã, 26 de julho, permite uma abordagem menos invasiva e com vantagens na recuperação do doente, revelando-se mais rápida e menos dolorosa.

A técnica, que tem como objetivo a descompressão do canal vertebral, vai ser realizada pela primeira vez por via “puramente endoscópica” em doentes acompanhados no Serviço de Ortopedia e será também a primeira vez que acontece nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

“Trata-se de uma laminectomia da L4 num doente com canal estreito em L4-L5”, explica o Dr. Nuno Bastos, ortopedista especializado em patologia da coluna vertebral e que vai executar a intervenção, defendendo que a descompressão cirúrgica realizada através desta técnica corresponde ao “desenvolvimento e à tendência” dos últimos anos para as intervenções minimamente invasivas apresentando “uma recuperação mais rápida do doente, e com menos dor”.

Apesar de se realizarem há já várias décadas e serem procedimentos comuns ao nível das cirurgias da coluna lombar, as laminectomias registaram, nos últimos tempos, uma evolução muito positiva, com o aparecimento de retratores tubulares e com o uso crescente do microscópio ótico, pois dessa forma tem sido possível “diminuir progressivamente o tamanho das incisões cirúrgicas e da dissecção muscular, com uma libertação/descompressão efetiva e com resultados idênticos aos da cirurgia clássica”, defende o especialista.

Assim, recorrendo a esta técnica endoscópica, através de uma incisão de 1 cm, é possível visualizar a cirurgia através de uma câmara e de um visor de alta definição, fazendo a “libertação/descompressão efetiva” das vértebras lombares.
Esta nova abordagem cirúrgica vem ajudar na resposta a uma patologia muito prevalente, principalmente no idoso, o canal estreito lombar. Ou seja, “quando existe um aperto do canal lombar, começa a haver perda progressiva dos membros inferiores, associada a dor lombar e muitas vezes a dor ciática pelas pernas”, explica o especialista, acrescentando que a resposta a esta situação é a descompressão cirúrgica através de laminectomia.

“Com esta nova intervenção, o Hospital Pedro Hispano reforça a sua posição pioneira no contexto da cirurgia endoscópica da coluna lombar, no seguimento das discectomias lombares por via puramente endoscópica iniciadas em fevereiro deste ano e já com 15 procedimentos realizados”, conclui o ortopedista.

Fonte: SNS


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019