Dia Mundial de Cancro da Cabeça e Pescoço: 150 profissionais de saúde participam em ação intensiva organizada pelo IPO-Porto
25/07/2018 16:57:27
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Dia Mundial de Cancro da Cabeça e Pescoço: 150 profissionais de saúde participam em ação intensiva organizada pelo IPO-Porto

Desde ontem, 24 de julho, que o Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) está a organizar uma ação intensiva para cerca de 150 profissionais de saúde, entre eles médicos de família, dentistas e enfermeiros. A iniciativa, que termina esta sexta-feira, 27 de julho, decorre no âmbito do Dia Mundial de Cancro da Cabeça e Pescoço.

Como objetivo, a iniciativa pretende sensibilizar e formar os profissionais de primeira linha para que possam intervir sobre os fatores de risco e identificar precocemente os sintomas da doença. O Instituto vai também criar uma linha direta de comunicação com estes profissionais para que possam enviar, por correio eletrónico, fotografias e exames para partilhar e esclarecer dúvidas com os oncologistas da Clínica de Cabeça e Pescoço. Os interessados devem faze-lo através do endereço clinicacabecaepescoco@ipoporto.min-saude.pt.

JorgeGuimaraes 80c72

Num comunicado divulgado à comunicação social, o Dr. Jorge Guimarães refere que “o diagnóstico precoce é fundamental e a referenciação para centros de excelência, com equipas multidisciplinares, é igualmente importante”, explicando que "a prevenção pode passar por uma boa higiene oral, por não fumar e não beber bebidas alcoólicas em excesso e aderir à vacinação contra o HPV antes de iniciar a vida sexual”.

Em Portugal, de acordo com os últimos dados, datados de 2015, a incidência de carcinoma da cabeça e pescoço foi de 52 novos casos por 100 mil na população masculina, por ano, e de oito novos casos por 100 mil na população feminina, com taxas de mortalidade de 20/100000 e 3/100000, respetivamente. Anualmente há cerca de três mil novos casos da doença em Portugal, 85% dos quais em fumadores ou ex-fumadores, com taxas de incidência e mortalidade das mais elevadas na Europa.

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019