“A obesidade é uma doença”: associações de doentes defendem um maior e melhor acompanhamento dos obesos
18/06/2018 15:03:29
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
“A obesidade é uma doença”: associações de doentes defendem um maior e melhor acompanhamento dos obesos

“A obesidade é uma doença. Ninguém é gordo porque quer”. É assim que Carlos Oliveira, presidente da Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal (ADEXO), define esta condição, que afeta cada vez mais pessoas em todo o mundo. Nas suas palavras, as associações de doentes desempenham um papel fundamental de assistência aos obesos, na medida em que procuram facilitar o acesso dos doentes aos melhores cuidados possíveis no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Assista ao vídeo da entrevista.

 

“A associação não trata a doença. A associação apoia os doentes e dá-lhes informação. Politicamente tenta negociar com os órgãos do governo melhores condições de tratamento no país, mas não faz acompanhamento direto a nenhum doente, em termos de acompanhamento da doença”, destaca o presidente da ADEXO.

Ainda que, como o próprio Carlos Oliveira afirma, seja necessário desmistificar algumas ideias erradas que surgem associadas à obesidade, Portugal está mais avançado relativamente a outros países europeus. Isto porque “hoje em dia fala-se de obesidade sem qualquer problema. Há países na Europa onde é tabu falar de obesidade”, conclui.

A entrevista foi realizada no Workshop para Jornalistas, realizado a 16 de maio, em Lisboa, no âmbito do Dia Nacional e Europeu da Obesidade, onde foi discutido o papel das associações de doentes, nomeadamente da ADEXO.

 

Vídeo


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019