Portugal é o terceiro país com mais dadores de órgãos
19/12/2017 16:23:11
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Portugal é o terceiro país com mais dadores de órgãos

Portugal ocupa o terceiro lugar entre a lista de países do mundo com mais dadores de órgãos para transplantação. Os dados são avançados pelo relatório sobre transplantes do Conselho da Europa, relativo a 2016. O país tem 32,7 dadores falecidos por milhão de habitantes, apenas ultrapassado pela Espanha (43,8 dadores por milhão de pessoas) e Croácia (39,5).

Os números apresentam um crescimento de 1,7 dadores comparativamente com o ano anterior. O aumento verifica-se nos doentes transplantados (de 77,2 para 79 doentes transplantados por milhão de habitantes), no entanto mantemos a sexta posição da tabela também liderada por Espanha. “A principal explicação para esta diferença tem que ver com o facto de termos dadores cada vez mais velhos, o que faz que a qualidade dos órgãos aproveitáveis para transplantação desça”, avança o Diário de Notícias (DN). Ao todo, no ano passado foram realizados 864 transplantes, mais 40 do que em 2015.

A coordenadora Nacional de Transplantação, Dr.ª Ana França, adiantou ao DN que entre 2008 e 2016 Portugal teve um aumento de 22% na doação, o que nos coloca em terceiro lugar a nível europeu e mundial (à frente, por exemplo, dos Estados Unidos da América, que têm 30,8 dadores falecidos por milhão de habitantes). Em 2009, conseguimos mesmo ser o segundo país do mundo a ter 30 dadores por milhão de habitantes.

Em Portugal, como na maioria dos países europeus, qualquer cidadão que morra numa unidade de saúde e que não tenha manifestado vontade em contrário, é considerado um potencial dador. “Sempre que há possibilidade de doação, a família é consultada. Nos casos em que os potenciais dadores se registaram, o processo de doação não avança. Mas o que se nota é que temos uma população muito solidária”, avança Ana França.

 

Fonte: Diário de Notícias

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019