Doença de Crohn e colite ulcerosa: portaria define comparticipação a 100% de vedolizumab
20/11/2017 16:36:27
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Doença de Crohn e colite ulcerosa: portaria define comparticipação a 100% de vedolizumab

Publicada em Diário da República no dia 15 de novembro, a portaria n.º 351/2017 estabelece a comparticipação de vedolizumab a 100%. Esta medida surge na sequência do despacho n.º 9767/2014, publicado a 29 de julho, que determina que os medicamentos destinados ao tratamento de doentes com doença de Crohn ou colite ulcerosa devem ser comparticipados na totalidade.

Ao abrigo do regime especial de comparticipação de medicamentos destinados ao tratamento das doenças inflamatórias intestinais (doença de Crohn ou colite ulcerosa), a portaria n.º 351/2017 estabelece a comparticipação de vedolizumab a 100%. De acordo com este documento, “o regime excecional deverá ser definido de acordo com os medicamentos que apresentam indicação terapêutica aprovada e evidência da sua mais-valia terapêutica no tratamento” destas duas patologias.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019