Estudo promovido pela Bayer revela que 84% das mulheres já se esqueceu de tomar a pílula
25/07/2017 16:12:22
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Estudo promovido pela Bayer revela que 84% das mulheres já se esqueceu de tomar a pílula

A pílula é o contracetivo mais utilizado em Portugal, mas também é muito esquecido pelas mulheres. Esta é a principal conclusão de um estudo nacional promovido pela Bayer com o apoio da GfK - 84% das inquiridas revela que já se esqueceu, em algum momento, de tomar a pílula.

Os principais motivos apontados para o esquecimento são o facto de nem sempre ter a pílula consigo (30%), o stress no trabalho/universidade (29%), a pílula não estar num lugar visível (28%) ou por ter a agenda ocupada (28%). No entanto, e de modo a evitar esquecimentos, 43% das entrevistadas indicou que opta por usar algum lembrete, alarme ou uma aplicação desenvolvida para o efeito.

Quase metade destas mulheres já pensou em usar um método contracetivo que não precisa de ser tomado diariamente, apontando o implante subcutâneo, o DIU e o adesivo transdérmico como opções. No entanto, pouco mais de 30% das mulheres trocou efetivamente de método. Como principal obstáculo à mudança, encontra-se o facto de ainda não ter discutido com o médico a alteração, o que realça a importância da consulta com um especialista para tomar uma decisão informada.

O estudo “Geração Milénio e Contraceção – Porque nos esquecemos?” demonstrou que a pílula é o método contracetivo mais utilizado, tendo sido apontado por 400 das 526 mulheres inquiridas. Depois da pílula, o preservativo masculino é o método contracetivo mais utilizado (31%).


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019