90% das mulheres portuguesas usam calçado apertado
06/07/2017 15:56:40
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
90% das mulheres portuguesas usam calçado apertado

No próximo sábado, dia 8 de julho, assinala-se o Dia do Podologista. Neste contexto, a Associação Portuguesa de Podologia (APP) lançou os resultados de um estudo recente que alerta para o facto de nove em cada dez mulheres portuguesas usarem calçado demasiado apertado para o tamanho dos seus pés, por questões estéticas.

 

A associação pretende sensibilizar a população para a importância de vigiar a saúde dos pés e recorrer a uma consulta de podologia, quando surgem os primeiros sintomas. O Dr. Manuel Azevedo Portela, presidente da APP revela que “o sexo feminino é o que mais sofre com problemas nesta zona do corpo tão subvalorizada”.

As questões estéticas estão na origem de alguns problemas: “o uso de sapatos e botas mal dimensionados ao longo de décadas, por questões de aparência exterior, conduz a deformações dos dedos e ao aparecimento dos dolorosos e inestéticos calos”, começa por explicar o especialista. E acrescenta: “após os 60 anos de idade, regista-se uma prevalência de 70% das doenças osteoarticulares nos pés”.

Os pés tendem a alongar e a alargar à medida que envelhecemos. Para contornar a situação e evitar problemas nos pés, há mesmo quem recomende “a utilização de calçado com um tamanho superior ao pé, em cerca de 2 cm”, esclarece o médico.

Quanto às patologias mais comuns, o Dr. Manuel Azevedo Portela destaca as queratopatias, onicopatias, metatarsalgias e fasceites plantares, hallux valgus (joanetes) e dedos em garra.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019