ARS de Lisboa e Vale do Tejo promove programa de rastreios
06/07/2017 15:34:04
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
ARS de Lisboa e Vale do Tejo promove programa de rastreios

Foi assinado hoje, dia 6 de julho, um protocolo entre as várias unidades de Saúde que irão assegurar rastreios de base populacional ao cancro do colo do útero e ao cancro do cólon e reto. A iniciativa é romovida pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS LVT), sendo que o Hospital Garcia de Orta (HGO) será o centro de leitura para os testes que devem começar ainda este mês de julho.

O programa envolve os Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) Almada-Seixal, Arco Ribeirinho e Arrábida, onde serão efetuadas as colheitas biológicas aos doentes, para posteriormente serem encaminhadas para os serviços de Anatomia Patológica (referente ao rastreio do cancro do colo do útero) e Patologia Clínica (referente ao rastreio cancro do cólon e reto) do HGO.

Com este programa de rastreios prevê-se que sejam abrangidos 75 mil utentes da Península de Setúbal, que poderão realizar os exames gratuitamente. Os objetivos passam por diminuir a morbilidade por cancro do colo do útero e a incidência e mortalidade por cancro do cólon e reto, bem como promover o diagnóstico precoce.

A população alvo são mulheres entre os 30 e os 65 anos (para o rastreio do cancro do colo do útero) e homens e mulheres entre os 50 e os 74 anos (para o rastreio do cancro do cólon e reto), inscritos nos ACES da região, que serão contactados por carta para a realização dos exames.

Saiba mais, aqui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019