8.º CPC: o Pulmão no Centro do progresso científico
30/06/2017 16:45:59
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
8.º CPC: o Pulmão no Centro do progresso científico

Um dia azul de verão na Figueira da Foz e, em simultâneo, uma sala cheia de especialistas que ambicionam avançar e inovar a área da Pneumologia. Este foi o contraste perfeito que marcou o início do 8.º Congresso de Pneumologia do Centro/41.ªs Jornadas de Actualização Pneumológica. O encontro começou ontem, dia 29 de junho e prolonga-se até ao final do dia de hoje, juntando mais de 400 participantes que pretendem colocar “O Pulmão no Centro” das atenções e do debate científico.

“O Congresso de Pneumologia do Centro (CPC), que agora vê a sua 8.ª edição, tem-se transformado num evento de cada vez maior sucesso”, começam por afirmar os presidentes do Congresso, o Prof. Doutor Carlos Robalo Cordeiro e a Dr.ª Manuela Lopes. E o reflexo desta certeza está nos números do 8.º CPC: “este ano temos mais de 440 inscritos, tivemos 79 abstracts submetidos de norte a sul do país e uma forte presença da Indústria Farmacêutica, refletindo a vitalidade e o que se criou com o Congresso de Pneumologia do Centro”, refere o especialista. E acrescenta: “Há oito anos iniciámos esta aventura de juntar os 10 Serviços de Pneumologia da região centro do país e Serviços próximos, de Espanha”.

Um passo que o Prof. Doutor Carlos Robalo Cordeiro considera ter sido muito positivo, dando início a uma reunião de referência que já ultrapassa a dimensão regional. Este encontro científico resulta das Jornadas de Atualização Pneumológica que aconteceriam este ano pela 41.ª vez e, portanto, “é a manifestação pós-graduada regular mais antiga de toda a Universidade de Coimbra”.

Contudo, explica o pneumologista do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, “ao ter-se transformado em Congresso de Pneumologia do Centro e, ao ter-se optado pela descentralização, o que resultou foi que em oito edições, apenas três foram em Coimbra. Creio ser esta uma das razões do seu sucesso pois trouxemos e recolhemos a energia dos diversos grupos pneumológicos da região centro para que esta reunião seja agregadora e representativa do que acontece na área respiratória no centro.”

O programa, baseado naquilo que os clínicos e os cientistas procuram saber, tem sido uma boa manifestação da forte participação nas sessões. Sendo também este o primeiro evento científico da área após o Congresso da American Thoracic Society, que acontece em maio, são trazidos para o programa do 8.º CPC vários destaques da ATS, que o Prof. Doutor Carlos Robalo Cordeiro vê como “um momento alto do Congresso”.

“Este ano superámos as expectativas a diversos níveis. É com bastante satisfação e orgulho que afirmo que o Congresso de Pneumologia do Centro é, neste momento, a segunda reunião pneumológica do país, a seguir ao Congresso Pneumologia da SPP”, termina.

Carolina Silva/Gonçalo Borges Dias


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019