Prémio Anual de Jornalismo atribui 3 mil euros a trabalhos na área da dor
26/06/2017 16:52:01
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Prémio Anual de Jornalismo atribui 3 mil euros a trabalhos na área da dor

Estão abertas até ao dia 31 de agosto as candidaturas para o Prémio Anual de Jornalismo na área da dor. A Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) e a Fundação Grünenthal vão premiar o interesse e qualidade de dois trabalhos publicados entre 1 de maio de 2016 e 31 de agosto de 2017.

Nesta 6.ª edição, serão atribuídos dois mil euros ao primeiro classificado e ao segundo prémio o valor de mil euros. A seleção dos dois vencedores vai ter em conta critérios como a criatividade, investigação, relevância e qualidade das peças jornalísticas, avaliadas, para o efeito, por um júri, composto por cinco pessoas, indicadas pela APED, Fundação Grünenthal e Sindicato dos Jornalistas.

Podem concorrer ao prémio jornalistas residentes em Portugal, cujos trabalhos tenham sido publicados na imprensa, televisão ou rádio. As candidaturas devem ser dirigidas à Presidente da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor ou ao Presidente da Fundação Grünenthal, para Alameda Fernão Lopes, 12, 8A, 1495-190 Algés, Portugal.

Na última edição, os prémios foram atribuídos a Arlinda Brandão, jornalista da Antena 1, pela reportagem “Dar vida aos dias” sobre cuidados paliativos e à jornalista do Diário do Alentejo, Nélia Pedrosa, pela reportagem “Sobreviver ao cancro” sobre a Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos de Beja.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019