Health4MOZ forma alunos de Medicina de Moçambique em cirurgia pediátrica
Health4MOZ forma alunos de Medicina de Moçambique em cirurgia pediátrica

Com o objetivo de qualificar os serviços de Saúde de Moçambique, a Health4MOZ em parceria com o Centro Académico Clínico ICBAS-CHP, o Serviço de Cirurgia Pediátrica do Centro Materno-Infantil do Norte e a Universidade do Porto (UP)  - departamento de e-learning, têm a decorrer uma ação de formação à distância ministrada por médicos portugueses que permitirá colmatar a falta de formação na área da cirurgia pediátrica no país.

Este projeto acontece em duas fases. Na primeira fase, com início em fevereiro e até 27 de maio, decorre a formação de e-learning na área da cirurgia pediátrica. Na segunda fase, que começará em julho, uma equipa de cirurgiões pediátricos portugueses irá deslocar-se a Moçambique para a formação na vertente prática da cirurgia pediátrica e para a avaliação de conhecimentos.

Nesta primeira fase encontram-se em formação 43 alunos, atualmente a frequentarem a disciplina de Pediatria na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Lúrio (UniLúrio), em Nampula (norte do país) e no Instituto Superior de Ciências e Tecnologia Alberto Chipande, na Beira (centro do país).

Constituída por oito módulos e ministrada pelo departamento de e-learning da UP através da plataforma moodle, a iniciativa visa formar estudantes pré-graduados relativamente a patologias cirúrgicas comuns, para que alunos e médicos recém-formados possam dar resposta às necessidades das crianças moçambicanas, procurando assim, colmatar a lacuna existente no curso de Medicina, em que a formação ou estágio clínico em cirurgia pediátrica são inexistentes.

No final da fase formativa, cada aluno terá a oportunidade de fazer um levantamento das necessidades locais da cirurgia pediátrica, através de um inquérito realizado a famílias das regiões de Nampula e Beira, permitindo assim saber as reais carências no terreno, bem como adaptar a formação dos profissionais de Saúde ao longo do tempo e assim poder dar resposta às exigências das crianças Moçambicanas.

“Moçambique tem cerca de 25 milhões de habitantes, dos quais cerca de metade tem menos de 15 anos. O país não tem formação em cirurgia pediátrica no currículo pré e pós-graduado, ou seja, nunca se ensinou na faculdade cirurgia pediátrica, nem existe estágio clínico nesta área. O que dota esta ação de formação de uma enorme relevância e urgência”, explica Carla Rêgo, presidente da Health4Moz.

A Health4Moz é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos. Tem como objetivo a conceção, execução e apoio de programas e projetos de cooperação para o desenvolvimento e de assistência humanitária em Moçambique nas áreas da Saúde, incluindo educação, assistência médica, medicamentosa e alimentar.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019