SPAIC organiza reunião sobre "Terapêuticas Biológicas em Imunoalergologia"
08/03/2017 18:15:25
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
SPAIC organiza reunião sobre "Terapêuticas Biológicas em Imunoalergologia"

Asma grave e urticária crónica estão associadas a uma pior qualidade de vida. Consultas médicas constantes, idas aos serviços de urgência, hospitalizações ou absentismo são consequências no dia a dia de quem sofre de doenças imunomediadas. Para debater estes assuntos e outros associados a estas doenças, a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) organiza a 16.ª edição da Reunião da Primavera, sob o mote “Terapêuticas Biológicas em Imunoalergologia”, já no próximo dia 25 de março.

Associada às comemorações da Semana Mundial da Alergia, que decorrerá entre o dia 2 e 8 de abril, a reunião conta com a presença de mais de uma centena de especialistas e vai decorrer no Grande Hotel de Luso.

A asma é uma doença que afeta 6.8% dos portugueses, sendo que destes, 5% é considerada grave. Em Portugal, estima-se que metade dos asmáticos não tem a sua asma controlada. Por outro lado, a urticária crónica pode atingir apenas até 1% da população, ao qual 20% vão ter sintomas persistentes por mais de 20 anos, sendo que em alguns casos não se consegue controlar a doença através da terapêutica com anti-histamínicos.

Contudo, a orientação dos doentes com asma grave e urticária crónica não controlada para uma consulta de Imunoalergologia permitirá uma otimização do tratamento. A terapêutica poderá incluir fármacos designados como biológicos para uma significativa melhoria do controlo da doença e da qualidade de vida dos doentes.

Saiba mais em www.spaic.pt


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019