Daiichi Sankyo lança novo anticoagulante oral de toma única
01/03/2017 17:37:47
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Daiichi Sankyo lança novo anticoagulante oral de toma única

De acordo com o System of AF Evaluation In Real World Ambulatory Patients (SAFIRA), cerca de 2,5% da população com mais de 65 anos sofre de fibrilhação auricular. Em Portugal, cerca de 9% da população sofre com esta doença.

A Daiichi Sankyo anuncia a chegada a Portugal de edoxabano, um inibidor seletivo do fator Xa, oral e de toma única diária, para a prevenção do acidente vascular cerebral (AVC) e do embolismo sistémico (ES), em doentes adultos com fibrilhação auricular não-valvular, com um ou mais fatores de risco.

Esta terapêutica foi investigada e ensaiada envolvendo mais de 21 mil doentes, sendo aprovada também para o tratamento da trombose venosa profunda (TVP) e da embolia pulmonar (EP), assim como para prevenção da TVP e da EP recorrente em adultos.

De acordo com a Prof.ª Doutora Cristina Gavina, cardiologista do Hospital de Pedro Hispano, “o edoxabano tem uma grande vantagem: foi alvo de um programa de investigação muito rigoroso e muito completo. Por outro lado, permite um ajuste de dose que foi testado no âmbito dos ensaios clínicos, o que é muito relevante para os doentes reais que tratamos na nossa prática clínica”.

“Os resultados demonstram que o edoxabano tem uma eficácia indiscutível e, sobretudo, que é um anticoagulante muito seguro, do ponto de vista hemorrágico”, adianta a especialista.

Para o Prof. Doutor Miguel Viana Batista, neurologista do Hospital de Egas Moniz, “o aparecimento dos novos anticoagulantes orais permitiu que um maior número de doentes com FA e risco tromboembólico passassem a fazer terapêutica anticoagulante. Só por si, esta realidade já representa uma grande vitória. Penso que a chegada desta nova terapêutica poderá contribuir para que esse número aumente ainda mais, nomeadamente dentro de populações mais vulneráveis”.

Para a Daiichi Sankyo, este lançamento “é o testemunho do compromisso e da herança da farmacêutica na procura de novas opções de tratamento para doentes que sofrem de doenças cardiovasculares para as quais ainda existem necessidades sem resposta”, conforme explicou Pedro Sequeira, Country Manager da empresa em Portugal.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019