Interna de Cardiologia do CHL selecionada para curso da Universidade de Harvard
15/02/2017 17:31:26
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Interna de Cardiologia do CHL selecionada para curso da Universidade de Harvard

A Dr.ª Rita Carvalho, médica interna no Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), foi selecionada para fazer o curso de investigação da Universidade de Harvard. A jovem foi selecionada entre mais de 300 candidatos, sendo apenas 35 as vagas para frequentar este curso online.

O programa de estágio em investigação clínica, intitulado Portugal Clinical Scholars Research Training, resulta da colaboração entre a Harvard Medical School e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), que financia o programa em Portugal, e apresenta um número restrito de vagas, sendo apenas admitidos 35 participantes a cada dois anos.

O objetivo do programa é dotar os participantes de competências necessárias à orientação de um projeto de investigação, desde a sua conceção e execução, ao tratamento estatístico dos dados e à sua finalização sob a forma de artigo científico. Trata-se de um programa certificado, com a duração de dois anos e em formato predominantemente online, em que o aluno vai desenvolvendo o seu próprio projeto de investigação.

Natural de Leiria, a Dr.ª Rita Carvalho é interna de primeiro ano de formação específica em Cardiologia no CHL. A médica refere que além do seu gosto pessoal pela investigação clínica, “considera que a formação de um interno fica muito enriquecida quando a atividade clínica e a de investigação se combinam”.

“Hoje pratica-se uma Medicina baseada em evidência, que resulta de muitos e diversificados estudos e ensaios clínicos, com diferentes graus de rigor e adequação. Daí que seja de extrema importância saber interpretar, valorizar e criticar as diferentes metodologias e resultados obtidos, e poder fundamentar melhor as nossas opções na clínica”, explica a médica. “Por outro lado, o desenvolvimento de projetos de investigação na prática clínica estabelece a aproximação necessária entre a literatura e a realidade”, acrescenta.

Para a jovem interna, “poder desenvolver um projeto de investigação orientado pelo rigor das entidades que promovem este programa é de extremo valor, pela garantia de qualidade que representam. Terei ainda a oportunidade de contactar com referências nacionais e internacionais da investigação clínica em diferentes áreas, e poder absorver os seus conhecimentos e experiências”, concluindo que “estar no Serviço de Cardiologia do CHL, além do apoio demonstrado pelo serviço, é garantia da idoneidade técnica e científica que me permitirá aproveitar todo o potencial do programa. Desta forma fica também potenciada a investigação em unidades não universitárias, numa política de descentralização da atividade científica”.

O Prof. Doutor João Morais, diretor do Serviço de Cardiologia do CHL, classifica este programa de investigação como “de grande qualidade e prestígio, orientado por uma das mais importantes escolas do mundo, uma ferramenta inestimável para quem o faz, e também para os serviços”.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019